Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

CINEMA

Morre cineasta Alain Resnais, diretor de Hiroshima, Meu Amor

2 MAR 14 - 21h:00AGÊNCIA BRASIL

O cineasta francês Alain Resnais, diretor do clássico dos anos 60 Hiroshima, Meu Amor, morreu ontem (1º) à noite em Paris, anunciou o produtor dos seus últimos filmes, Jean-Louis Livi. Resnais é uma referência na história do cinema francês moderno.

O cineasta, que morreu aos 91 anos, tinha sido homenageado na 64ªedição do Festival de Berlim, onde estreou o seu último filme: Amar, Beber e Cantar. Em 1961, Resnais arrebatou o Leão de Ouro, em Veneza, com O Último Ano em Marienbad.

Ele tem um importante lote de documentários rodados nas décadas de 40 e 50, mas para muitos espectadores o seu nome só viria a ganhar notoriedade a partir de meados dos anos 70, quando assinou uma série de filmes com grandes estrelas do cinema francês. O primeiro deles é Stavisky (1974), com Jean-Paul Belmondo, seguindo-se Providence (1977) e O Meu Tio da América (1980).

*Com informações da Agência Lusa

Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Everton lamenta derrota para Fortaleza, mas pede foco para decisão contra o Flamengo
FUTEBOL

Everton lamenta derrota para Fortaleza, mas pede foco para decisão contra o Flamengo

No Japão, Bolsonaro terá encontro bilateral com presidente da Ucrânia
VIAGEM

No Japão, Bolsonaro terá encontro bilateral com presidente da Ucrânia

Número de mortos em desabamento de prédio em Fortaleza sobe para 9
TRAGÉDIA

Número de mortos em desabamento de prédio em Fortaleza sobe para 9

Na primavera índice de temporais e raios são maiores; saiba como se proteger
ESTAÇÃO DO ANO

Na primavera índice de temporais e raios são maiores; saiba como se proteger

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião