Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

DRAMA

Moradores sofrem com alagamentos em Campo Grande

Moradores sofrem com alagamentos em Campo Grande
06/03/2011 00:04 - MILENA CRESTANI e ANAHI ZURUTUZA


A chuva que provocou o transbordamento de córregos também provocou alagamentos em várias residências de Campo Grande, na tarde de ontem. Novamente, os moradores dos bairros Santo Antônio e Jardim Imá foram atingidos. Ruas como Promissão e Taquari voltaram a ficar tomadas de água, assim com a Avenida Júlio de Castilhos, uma das principais vias da região oeste da cidade.

Também foram registrados alagamentos em casas nos bairros Nova Campo Grande, Moreninhas, Marcos Roberto, Vila Nhanhá e Jardim Centro-Oeste. O professor Luiz Carlos Lopes, 47 anos, foi um dos prejudicados. O quintal de sua residência, localizada na Rua Enchova, ficou cheio de água e ele até teve de construir uma ponte de madeira para se deslocar pelo imóvel. "Me sinto muito prejudicado com esse alagamento. Meu quintal está cheio de água", reclamou.

Ontem pela manhã, em Campo Grande, o Corpo de Bombeiros atendeu a dez ocorrências para drenar água do quintal de residências.

Segundo o tenente-coronel do Corpo de Bombeiros Joilson De Paula, no Bairro Santa Emília, localizado na região sul da Capital, quatro residências ficaram alagadas. No Jardim Oliveira, bombeiros retiraram a água de duas residências e também de imóveis no Aero Rancho, São Conrado, Nova Campo Grande e Jardim Imá. Durante todo o dia, foram feitas novas solicitações de moradores com água acumulada nos quintais.

Felpuda


Outrora afinadíssimo com o presidente Jair Bolsonaro, parlamentar sul-mato-grossense começou a ser escanteado em consequência de uma das crises políticas de grande repercussão. A figura entrou em campo e botou falação sobre o que estava ocorrendo, e isso soou que só como crítica pesada ao governo, que, como não poderia deixar de ser, não gostou nadica de nada. Há quem diga que o dito-cujo é muito levado “pelo sangue”. Então, tá!...