Campo Grande - MS, domingo, 19 de agosto de 2018

AVENIDA

Moradores queimam pneus e tumultuam via

15 ABR 2011Por EVELIN ARAUJO09h:45

Cerca de 100 pessoas se reuniram nesta manhã, desde às 6h, para protestar por problemas que enfrentam com o asfaltamento na região do Bairro Nashiville, em Campo Grande. Eles fecharam a Avenida Guaicurus nos dois sentidos e queimaram pneus, impedindo a passagem de veículos por cerca de três horas. 

Os moradores reivindicam o asfaltamento completo do bairro que, segundo eles, foi prometido pelo prefeito Nelsinho Trad em 2009. Foram necessários 20 guardas municipais, agentes da Agência Municipal de Transporte e Trânsito (Agetran), da Companhia Independente de Policiamento de Trânsito (Ciptran) e cerca de 10 policiais militares para conter os manifestantes, que liberaram a via por volta das 9h40min. Os bombeiros foram ao local para apagar as chamas dos pneus.

Cinco moradores do bairro se reuniram com o secretário municipal de Infraestrutura, Transporte e Habitação João Antonio De Marco para esclarecer a questão do asfaltamento no bairro, já que foi prometido em todas as vias e as máquinas estão no bairro para asfaltar somente duas ruas. 

O secretário declarou que as obras estão interrompidas por causa de quebra de fluxo do dinheiro repassado pela União. "Foi repassada parte do recurso, mas o dinheiro parou de vir, parando as obras também. Sem dinheiro não temos como continuar a asfaltar", relata o secretário, esclarecendo que outros bairros também passam pela mesma situação.  Está marcada para o dia 26 de abril uma reunião entre a secretaria e a Caixa Econômica Federal, responsável pelo repasse do recurso de Emendas Parlamentares para saber o motivo da quebra do fluxo do dinheiro da União.

"Marquei uma reunião com os moradores para o dia 27, para explicar a eles qual a posição que a Caixa irá nos passar", finalizou Antônio De Marco.

A moradora Maria Regina Aquino conversou com o Portal Correio do Estado e disse que a emenda é de autoria do senador Delcídio do Amaral. "Se após o dia 27 nada ficar resolvido, nós vamos fazer um protesto em frente ao escritório do senador, para liberar logo esta verba. Ele que corra atrás". 

 

Colaborou Bruno Henrique

Atualizada às 10h40min para acréscimo de informações

Leia Também