Quarta, 21 de Fevereiro de 2018

necessidade

Morador viaja até 20 quilômetros para fazer compras no centro

31 OUT 2010Por ADRIANA MOLINA03h:00

Para poder economizar ou até mesmo encontrar produtos que não são vendidos nos mercados de seus bairros, os moradores das regiões mais populosas de Campo Grande chegam a "viajar" cerca de 20 quilômetros até supermercados no Centro. É o caso da monitora de alunos Maria Aparecida da Silva, moradora das Moreninhas que, uma vez por mês, vai em busca do que não encontra nos três mercados de pequeno e médio portes onde mora.

 "A marca de café que gosto só encontro numa grande rede que não tem loja aqui. Os preços de produtos básicos também, como açúcar, por exemplo, são muito maiores no bairro, quase o dobro. Então, uma vez por mês vou até o Centro e faço uma compra grande para economizar e, se durante esse período precisar de algo, aí adquiro no bairro, mas me organizo para não precisar", conta.

 O ex-presidente de uma das unidades do bairro Moreninha Sebastião Martins de Vieira diz que há cerca de cinco anos se falava na instalação de uma grande rede supermercadista na região, mas o galpão cogitado para o local, hoje abriga uma igreja. "Seria bom tanto para os supermercados como para os moradores a chegada de um desses grandes mercados, pois todos aqui acabam tendo que ir até o Centro pelo menos uma vez por mês, porque, embora os mercados menores nos atendam bem aqui, não temos muitos produtos e os preços também são mais caros", afirma.

No Aero Rancho, em que distância é um pouco menor do Centro, cerca de 10 quilômetros, a situação é a mesma, embora hoje cinco mercados estejam na região. Muitos se deslocam para as compras em grandes redes, principalmente na expectativa de economizar. "Aqui só compro carnes e verduras nos dias em que há promoção", conta Loudes Conceição Medeira, pescadora. "Seria bom se esses supermercados chegassem aqui porque vemos muita deles na televisão. E isso quase não temos por aqui", avalia Margareth da Rosa, cobradora de ônibus. (AM)

Leia Também