POLÍTICA

Morada dos Baís sedia mostra Naïf

Morada dos Baís sedia mostra Naïf
19/07/2010 19:50 -


Podendo ser traduzida como “arte ingênua”, a Arte Naïf fixou-se como um estilo de pintura na qual a falta de preparo acadêmico produz imagens simples, o que não significa que falte qualidade ao trabalho. A Morada dos Baís recebe a partir de hoje a 1ª Mostra de Arte Naïf de Campo Grande, em que serão expostas obras de alguns dos principais artistas do gênero na Capital. A abertura acontecerá às 19h30min e a mostra permanece até o dia 31 de julho, fazendo parte das comemorações de 111 anos da cidade.
A mostra é composta por 13 trabalhos dos artistas Cecílio Vera, Jeudson, Ramão Oris, Laranjeira, Da Silva, Agnes Rodrigues Marce, Ramão Oriz, Nofal, Isac de Saraiva e Cecilio Verda. São obras que utilizam técnicas e formatos diferentes, todos relacionados com a pintura e a Arte Naïf. Algumas características como a bidimensionalidade, a simetria e o conteúdo figurativo, além de imagens muito coloridas, que se referem ao universo dos artistas, como feiras e outros locais da cidade.
A exposição é organizada pela Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul (Fundac) e, de acordo com seu presidente, Roberto Figueiredo, a Arte Naïf é um estilo que se difundiu bastante em Campo Grande. A Morada dos Baís fica na Avenida Noroeste, 5.140, esquina com a Avenida Afonso Pena. A exposição permanece aberta de terça a sábado, das 8h às 17h30min, e domingos das 9h às 12h. (TA)
smaple image

Fique por dentro

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo, direto no seu e-mail.

Quero Receber

Felpuda


Princípio de "rebelião" política no interior de MS, fomentada por grupo interessado em tomar o poder, não prosperou. Quem deveria assumir o "comando da refrega", descobriu que, além da matemática ser ciência exata, há "prova dos nove". Explica-se: é segunda suplente, pois não conseguiu votos necessários nas últimas eleições, mas assumiu o cargo porque a titular licenciou-se, assim como o primeiro suplente. Caso contrarie a cúpula, seria aplicada a tal prova e, assim, "noves fora, nada".