Campo Grande - MS, sábado, 18 de agosto de 2018

VEÍCULOS

Montadoras tem recorde na produção no País

7 ABR 2011Por g110h:13

O mercado de veículos (automóveis, comerciais leves, caminhões e ônibus) aquecido desde janeiro garantiu à indústria automobilística nacional recorde de produção no primeiro trimestre do ano. De acordo com dados divulgados pela Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea) nesta quinta-feira (7), saíram das linhas de montagem nos três primeiros meses do ano 902.148 unidades. O volume supera em 7,9% o registrado no mesmo período de 2010, quando ainda vigorava o desconto de IPI. E haviam saído das linhas 836.268 unidades.

Os meses de fevereiro e março contribuíram fortemente para o resultado, já que se mantiveram em patamar acima de 300 mil unidades. Segundo o levantamento, foram produzidas em março 319.363 unidades. O resultado representa uma leve queda de 0,4% sobre fevereiro deste ano, com 320.805 unidades, e de 6% em relação a março de 2010, quando houve um reajuste de produção ocasionado pela antecipação da demanda no mês e foram para os pátios 339.769 unidades de veículos.

Ao destacar por segmentos, a produção de automóveis e comerciais leves somou 300.404 unidades produzidas em março. O volume é 0,2% inferior ao registrado em fevereiro, com 301.133 veículos fabricados, e queda de 5,7% sobre março de 2010, que havia registrado 318.466 unidades fabricadas. No acumulado do primeiro trimestre, o segmento soma 846.753 unidades, volume 8,1% superior ao registrado entre janeiro e março do ano passado.

Também em momento de forte expansão, o segmento de caminhões somou 14.836 unidades produzidas em março, queda de 7,6% sobre fevereiro. Na comparação com março de 2010, o recuo da produção chega a 12,8%. Assim, no acumulado do ano, o segmento já soma 44.552 unidades produzidas, expansão de 6,1% sobre as 41.979 unidades que saíram das linhas de montagem no primeiro trimestre de 2010.

Por outro lado, no segmento de ônibus, há forte crescimento em março, de 14,2%. Ao todo foram produzidas no mês 4.123 unidades, contra 3.609 em fevereiro. Em relação a março do ano passado, quando saíram das linhas 4.298 ônibus, há queda de 4,1%. No acumulado, o recuo da produção chega a 1%, com 10.843 unidades fabricadas entre janeiro e março.

Exportações
Além do mercado aquecido, as exportações têm mostrado evolução, passada a crise mundial que abalou a economia dos principais países compradores de veículos brasileiros. No acumulado, o crescimento das vendas externas chega a 14,3%, de 171.183 veículos vendidos em outros países no primeiro trimestre de 2010 para 195.723 unidades no mesmo período deste ano.

De acordo com a Anfavea, apesar da alta no acumulado, o mês de março registrou queda de 7,6% das unidades exportadas em março em relação a fevereiro. Ao todo, foram vendidos para o mercado externo em março (montados e desmontados) 64.822 veículos contra 70.447 em fevereiro. Tal volume representa queda de 2,7% na comparação com os negócios de março de 2010.

Ao considerar os resultados das vendas externas em valores, março fechou praticamente estável, com leve queda de 0,1%, com US$ 1,161 bilhão (inclui máquinas agrícolas). Isso porque em fevereiro havia sido exportado o equivalente a US$ 1,162. Em relação a março de 2010, o crescimento é de 14,5%. No acumulado de janeiro a março, o volume já soma US$ 3,27 bilhões, montante 25,8% superior ao registrado no mesmo período do ano passado (US$ 2,6 bilhões).

Nos últimos meses, a Anfavea tem afirmado que têm sido exportados mais carros desmontados (CKD) do que veículos completos.

Importações
Segundo dados da Anfavea, o licenciamento total de veículos novos somou em março 306.135 unidades, sendo que 288.724 são exclusivamente de automóveis e comerciais leves. Do volume total de veículos, a entidade aponta que 20,4% representam os veículos importados no mês. Somente de automóveis e comerciais leves foram 61.979 unidades. Ao somar as importações em todos os segmentos, o volume de veículos adquiridos de fora do país somam 181.889 unidades no acumulado de janeiro a março, o que representa 22% na participação total dos veículos emplacados.

Emprego
O índice de emprego continua em alta. As fabricantes de veículos e máquinas agrícolas fecharam o mês de março com 139.548 pessoas empregadas diretamente. Na comparação com fevereiro, o aumento de funcionários contratados foi de 0,8%. Ao considerar março de 2010, a expansão do emprego direto nas montadoras chega a 9,1%.

Leia Também