Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

APROVADA

MMX Corumbá adere ao refinanciamento de dívidas

7 JAN 14 - 17h:45FOLHA PRESS

 A MMX Corumbá, controlada da mineradora de Eike Batista (MMX), aderiu ao programa de refinanciamento de dívidas fiscais, o Refis. A companhia pagará R$ 12,8 milhões em 180 parcelas de R$ 71,3 mil, atualizadas pela Selic (taxa básica de juros, fixada pelo Banco Central).

A empresa vai quitar débitos fiscais do IRPJ (Imposto de Renda Pessoa Jurídica) e da CSLL (Contribuição Social sobre o Lucro Líquido), referentes ao ano-calendário de 2006.

A cobrança somava R$ 33,94 milhões em dezembro do ano passado, dos quais a MMX Corumbá teve redução de R$ 8,65 milhões em multas e juros e outros R$ 12,46 milhões foram compensados por prejuízos fiscais e base negativa da CSLL.

A adesão foi aprovada em reunião do Conselho de Administração da companhia, realizada no dia 24 de dezembro. Outras empresas também vão participar do Refis, como a CSN e a Vale. Na última sexta-feira (3), a Bolsa brasileira divulgou a terceira e última prévia da nova composição do Ibovespa. As ações da MMX foram retiradas do principal índice da Bolsa. 

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

CORREIO DO ESTADO

Confira o editorial desta segunda-feira: "Aonde estão as autoridades?"

ARTIGO

Rolemberg Estevão de Souza: "Prósul: uma iniciativa promissora para os interesses nacionais"

Diplomata
OPINIÃO

Normann Kallmus: "Previdência: o insustentável peso da realidade"

Economista-chefe da Associação Comercial e Industrial de Campo Grande
PREFEITURA

Atos Oficiais do município de Campo Grande 22/04/2019

Mais Lidas