Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, terça, 20 de novembro de 2018

SAÚDE

Ministro se reúne com governador e prefeitos para firmar contrato

30 AGO 2012Por CELSO BEJARANO E BEATRIZ LONGHINI14h:00

O ministro da Saúde, Alexandre Padilha, esteve em Campo Grande hoje (30) assinando o Contrato Organizativo de Ação Pública da Saúde de Mato Grosso do Sul (COAP). Como o nome sugere, o programa vai unir ações da União, Estado e municípios para organizar e identificar os pontos que precisam ser melhorados nos serviços de saúde.

De acordo com as diretrizes do COAP, o Estado que cumprir mais metas vai receber mais investimentos federais. Os municípios também terão que melhorar seus atendimentos para receberem mais verbas.

Segundo Padilha, Mato Grosso do Sul já recebeu R$ 400 milhões do governo federal este ano para a saúde. A previsão é de que receba mais R$ 400 milhões até o fim do ano, somando R$ 800 milhões em investimentos durante 2012. No ano passado, o total foi de R$ 660 milhões.

O governador André Puccinelli explicou que o COAP vai descentralizar a responsabilidade pelos serviços realizados no Estado e cobrar uma melhor atuação dos profissionais.

A secretária de Saúde de Mato Grosso do Sul, Beatriz Dobashi, elogiou o programa e disse que agora vai ser possível identificar as demandas. Como exemplo, ela citou os hospitais de Ponta Porã que recebem pacientes tanto da cidade quanto do Paraguai, assim como em Corumbá. Para ela, o COAP vai contribuir para o melhor planejamento da saúde.

Mato Grosso do Sul é o segundo Estado a assinar o contrato com o Ministério da Saúde, porém é o único que possui 100 por cento de adesão em suas macrorregiões e seus municípios. O COAP terá duração até dezembro de 2015.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também