Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

LIBERTADORES

Ministro pede ação contra racismo

Ministro pede ação contra racismo
13/02/2014 16:02 - Terra


O ministro do Esporte, Aldo Rebelo, mostrou revolta com o ato racista da torcida do Real Garcilaso contra o volante cruzeirense Tinga, no Peru, em jogo pela Copa Libertadores. Rebelo ligou para o presidente da Conmebol, Eugenio Figueredo, e exigiu providências diante da situação.

"No ano em que o mundo inteiro se une para disseminar uma mensagem contra o preconceito durante a Copa do Mundo do Brasil, é inconcebível o comportamento que vimos em Huancayo. Tinga tem todo o nosso apoio na luta contra o racismo, que, esperamos, será combatido com firmeza pela Conmebol", afirmou o ministro, via assessoria de imprensa.

Antes de Aldo Rebelo, a presidente Dilma Rousseff também já tinha se solidarizado com Tinga por causa do incidente.

A cada vez que o jogador tocou na bola, torcedores imitaram som emitido pelos macacos. Com isso, o Real Garcilaso pode ser até excluído da Libertadores, caso assim determine o Tribunal da Conmebol.

Felpuda


Sindicalista defende o fim de mordomias e privilégios dos políticos e dos integrantes de outros Poderes, conforme divulgação feita por sua assessoria. Para ele, está na hora de se colocar um basta nessa situação, questionando, inclusive, o número de parlamentares e de assessores. Entretanto, não demonstra a mesma aversão por aqueles dirigentes de sindicatos que se perpetuam no poder e que comandam mais de uma entidade, assim como ele. Afinal, o exemplo deve vir de casa, né?