Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

segunda, 18 de fevereiro de 2019 - 19h41min

Ministro diz que subsídios do BNDES são compensados com arrecadação

11 AGO 10 - 07h:31
BRASÍLIA

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, afirmou ontem, que o subsídio dado pelo Tesouro Nacional ao BNDES nos financiamentos a taxas mais baixas que as de mercado é praticamente pago pelos dividendos devolvidos pelo banco de fomento aos cofres do governo. Além disso, destacou, esse gasto do governo também é recompensado pelo aumento da arrecadação.
“O BNDES é um banco lucrativo, com inadimplência baixa. Só os dividendos que ele nos paga praticamente pagam o subsídio dado a ele. Não sei por que uma meia dúzia que faz barulho está fazendo críticas, não sei se é dor de cotovelo”, disse o ministro. “E tudo que você gasta com esses subsídios você tem de volta, com IPI, PIS e Cofins. Então não há prejuízo, tudo volta sob forma de arrecadação”.
Para Mantega, a concentração das concessões de empréstimos do BNDES para um grupo diminuto de grandes empresas é normal e não contraria a finalidade do banco de desenvolvimento. “O BNDES empresta para pequenas, médias e grandes empresas, mas é normal no mundo todo que as grandes empresas tenham mais volume de financiamentos”, afirmou.
Segundo ele, as empresas menores tomaram R$ 30 bilhões em recursos no banco em 2009. “No últimos meses, o BNDES financiou 400 mil projetos. É difícil que uma empresa saudável com um projeto sólido não consiga financiamento”, completou Mantega.
O ministro ainda afirmou que sem a ampliação da capacidade de crédito do BNDES em 2009, que chegou a R$ 100 bilhões, o PIB brasileiro teria sofrido queda entre 2,5% e 3% naquele ano. Em 2010, o BNDES recebeu um novo aporte de R$ 80 bilhões, via títulos do Tesouro. “Quando cai o PIB, cai a arrecadação, aumenta o desemprego, aumento o custo do salário-desemprego. Então evitamos esse prejuízo. Além disso, sem todas as medidas tomadas, a economia não estaria crescendo 6% ou 7% este ano, estaria crescendo 3%”, acrescentou.
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Arrase na sobremesa com esta torta de limão
IRRESISTÍVEL

Arrase na sobremesa com esta torta de limão

CRISE NO GOVERNO

Oposição quer que Bebianno preste esclarecimentos sobre laranjas ao Congresso

Fácil e rápida, carne de panela de pressão é deliciosa
PRATICIDADE

Fácil e rápida, carne de panela de pressão é deliciosa

Justiça determina que Agesul retire escombros de ponte que caiu sobre rio
LIMINAR

Justiça determina que Agesul retire escombros de ponte que caiu sobre rio

Mais Lidas