Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Ministro da Justiça diz que boicotes a operações da PF por grevistas serão punidos

1 SET 12 - 06h:00Agência Brasil

O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, disse hoje (31) que não acredita em boicote de policiais federais a operações em retaliação a falta de acordo salarial com a categoria, mas que eventuais abusos serão punidos.

Agentes, escrivães e papiloscopistas da Polícia Federal (PF) não aceitaram a proposta de governo, de reajuste de 15,8% parcelados em três anos, e decidiram manter a greve, que começou dia 7 de agosto. Entre as manifestações que a categoria pretende fazer em protesto pela falta de reajuste, está a promessa de boicote a ações de inteligência e operações de investigação da PF.

“Não acredito em boicote, em hipótese alguma. Se por um lado existe o direito democrático de manifestação, o direito de greve, boicote é abuso de poder, é punível pela lei. Confio nos policiais. Mesmo reivindicando, em momento algum descumprirão a lei. Se por ventura, algum policial incorrer em abuso, vamos aplicar a lei”, disse Cardozo após participar da posse do novo ministro do Superior Tribunal de Justiça, Félix Fischer.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Advogado espera indiciamento de Neymar e diz que Najila está “morta”
BRASIL

Advogado espera indiciamento de Neymar e diz que Najila está “morta”

BRASIL

Moro questiona provas ilícitas e cita má-fé de 'mensagens adulteradas'

Governo vai investir R$12 milhões para equipar a Polícia Militar Ambiental
MEIO AMBIENTE

Governo vai investir R$12 milhões para equipar a PMA em MS

Caminhonete é apreendida com mais de 1,5 tonelada de maconha
É MUITA DROGA

Caminhonete é apreendida com mais de 1,5 tonelada de maconha

Mais Lidas