Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, sábado, 17 de novembro de 2018

FRIGORÍFICO MARFRIG

Ministério Público do Trabalho cobra R$ 20 milhões por morte de operários

29 JUN 2012Por CELSO BEJARANO00h:02

Cinco meses após o acidente que provocou a morte de quatro trabalhadores do frigorífico Marfrig, em Bataguassu, cidade distante 335 km de Campo Grande, o Ministério Público do Trabalho (MPT), moveu uma ação civil pública em que cobra R$ 20 milhões da empresa por reparo moral coletivo.

É a maior causa judicial trabalhista que se tem notícia em Mato Grosso do Sul. O vazamento de um gás químico teria causado a tragédia que resultou também em 27 pessoas feridas.

A procuradora do MPT-MS, Ana Raquel Machado Bueno Moraes, responsável pela questão, disse que antes de mover a ação, ajuizada anteontem, em Bataguassu, tentou uma espécie de acordo com o frigorífico, por meio de um Termo de Ajustamento de Conduta, o TAC, recurso do órgão imposto com certa frequência quando empresas são denunciadas por práticas irregulares.

Leia mais no jornal Correio do Estado
 

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também