BRASIL/MUNDO

Militares mortos no Haiti são homenageados

Militares mortos no Haiti são homenageados
22/01/2010 08:00 - BRASÍLIA


Parentes e amigos acompanham homenagem aos 18 militares brasileiros que morreram no Haiti. A cerimônia de homenagem aconteceu no hangar da Base Aérea de Brasília, onde os corpos foram velados desde anteontem à noite. Cinco aeronaves da Força Aérea Brasileira (FAB) vão transportar os corpos para as cidades onde estão as famílias dos militares, onde serão sepultados. A morte dos 18 brasileiros representa uma das maiores baixas de militares do País, depois do número de mortes ocorridas durante a Segunda Guerra Mundial (1939/1945). O corpo do major Márcio Guimarães Martins, o último militar a ser localizado, chegou ontem cedo ao Brasil e também foi velado no local. Durante a cerimônia, os militares foram condecorados com a Medalha do Pacificador, concedida a soldados, oficiais e civis que tenham se distinguido por seus atos de coragem, bravura ou abnegação, colocando a própria vida em risco. As medalhas foram entregues aos parentes dos militares. Os militares também receberão uma promoção post mortem, concedida àqueles que, em pleno serviço, morram em consequência de ferimentos ou devido a acidentes de serviço. Cada um deles será promovido ao posto ou à graduação imediatamente acima daquela que ocupava, com exceção de seis soldados que serão elevados a duas patentes acima – com isso, a patente passará a terceiro-sargento. O Diário Oficial da União de ontem publicou o decreto presidencial que promove os coronéis das armas de artilharia, João Eliseu Souza Zanin, e de infantaria, Emílio Carlos Torres dos Santos, ao posto de general de brigada Combatente. Dinheiro O presidente Luiz Inácio Lula da Silva vai liberar, através de medida provisória, R$ 375 milhões para ajuda ao Haiti e para o trabalho das tropas brasileiras naquele país. Desse total, R$ 205 milhões serão destinados ao Ministério da Defesa; R$ 135 milhões para a construção de dez unidades de pronto atendimento médico de 24 horas e R$ 35 milhões para o Ministério das Relações Exteriores, para reforço à embaixada brasileira. A mesma Medida Provisória prevê também ajuda às famílias atingidas pelas enchentes no Brasil no final de 2009 e início de 2010. Os valores também não foram definidos. O presidente decidiu também enviar ao Congresso Nacional projeto para indenizar as famílias dos 18 militares mortos no terremoto do Haiti. O valor também não foi definido.
smaple image

Fique por dentro

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo, direto no seu e-mail.

Quero Receber

Felpuda


Princípio de "rebelião" política no interior de MS, fomentada por grupo interessado em tomar o poder, não prosperou. Quem deveria assumir o "comando da refrega", descobriu que, além da matemática ser ciência exata, há "prova dos nove". Explica-se: é segunda suplente, pois não conseguiu votos necessários nas últimas eleições, mas assumiu o cargo porque a titular licenciou-se, assim como o primeiro suplente. Caso contrarie a cúpula, seria aplicada a tal prova e, assim, "noves fora, nada".