Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

MS-156

Militar do Exército fica gravemente ferido em acidente

Militar do Exército fica gravemente ferido em acidente
03/01/2014 08:00 - DA REDAÇÃO


O militar do Exército Brasileiro, Allyson Thalis da Silva Nunes, de 20 anos, ficou gravemente ferido, depois que a moto que conduzia, uma Honda Titan, saiu da pista, na noite de ontem (2), na rodovia MS-156, em Amambai (MS). O acidente aconteceu no trecho da rodovia estadual, que liga Amambai a Caarapó, nas proximidades da ponte sobre o Rio Amambai, a cerca de 30 quilômetros da cidade.

De acordo com testemunhas que estavam no local, o pneu dianteiro da motocicleta teria furado e facilitado o acidente. O rapaz, que é lotado no 17º Regimento de Cavalaria Mecanizado (17º RC Mec) em Amambai, se deslocava no sentido Caarapó a Amambai da via e, ao sair da pista, acabou sofrendo uma queda violenta.

De acordo com o Corpo de Bombeiros de Amambai, que prestou socorro à vítima, Allysson  teria batido a cabeça com violência no chão durante a queda e apresentava suspeita de traumatismo craniano. O rapaz foi encaminhado pela equipe do Corpo de Bombeiros para o Pronto Socorro do Hospital Regional de Amambai para receber atendimento emergencial e uma equipe de saúde do Exército foi acionada para acompanhar o caso. A Polícia Militar Rodoviária Estadual (PRE) da base operacional de Amambai esteve no local do acidente realizando os levantamentos de praxe e um laudo pericial deverá apontar as causas reais do acidente.

Felpuda


Paixão política que extrapola o bom senso, chega nas redes sociais e se transforma em baixaria pode resultar em prejuízo no bolso. Isso foi o que aconteceu com autor de texto nada elogioso contra colega por diferenças em apoio a candidatos nas eleições de 2016. O dito-cujo foi condenado a pagar indenização de R$ 7 mil, com correção monetária e juros mensais a partir da publicação da sentença, além dos honorários advocatícios. Detalhe: os adversários daquela época hoje andam de braços dados. Pode?