Campo Grande - MS, quinta, 16 de agosto de 2018

Campeonato Italiano

Milan empata com Roma e conquista título

7 MAI 2011Por GLOBO ESPORTE.COM17h:00

O Milan não fez um Campeonato Italiano espetacular, mas pode dizer que sobrou. Com o empate por 0 a 0 contra o Roma, neste sábado, no estádio Olímpico, pela 36ª rodada, os rossoneros se sagraram campeões pela 18ª vez em sua história e, melhor ainda, com três jogos de antecipação.

O resultado joga a equipe para os 78 pontos, contra 69 do Inter de Milão, que não pode mais alcançá-la por perder no confronto direto, primeiro critério de desempate. O Roma, com 60, segue na briga por uma vaga na Liga dos Campeões da próxima temporada e terá de torcer contra Lazio, Udinese e Juventus.

A conquista quebra um jejum do Milan que durava desde a temporada 2003/04, quando o time comandado por Nesta, Maldini, Kaká e Shevchenko levou o caneco. Desde então, o Internazionale faturou todos os cinco títulos – o Juventus perdeu dois no tribunal. Agora, cada clube de Milão soma 18 scudettos, enquanto a Velha Senhora ainda lidera com ampla vantagem (27).

O fato de não ter sofrido gols significa ainda um recorde para a defesa do Milan, liderada pelo brasileiro Thiago Silva, que igualou à equipe do técnico Fabio Capello de 1993/94. Na ocasião, o Rubro-Negro sofreu somente seis gols em todo o segundo turno (que correspondia 17 jogos). O time atual pode superar essa marca caso “passe em branco” também contra o Cagliari, no San Siro, e o Udinese, no Friuli, nos dois próximos fins de semana.

Robinho acerta a trave, mas 0 a 0 dá título ao Milan
O Milan voltou para a etapa final com Ambrosini e também com postura mais ofensiva, que pôde ser comprovada logo a um minuto, com Robinho. O atacante brasileiro recebeu de Abate, puxou para a direita e emendou na trave esquerda de Doni. No rebote, a defesa do Roma afastou o perigo.

Ambrosini era importante na ligação entre os dois campos e também aparecia com perigo. Aos 14, o meio-campista descolou passe espetacular para Boateng. O ganês tirou demais de Doni e viu a bola passar raspando a trave. Três minutos depois, Ibrahimovic soltou a bomba em cobrança de falta e obrigou o braslieiro a espalmar.

Com qualidade no banco, Allegri pôs Alexandre Pato em campo aos 28 minutos no lugar de Robinho. Artilheiro do time ao lado de Ibra, com 14 gols, o brasileiro praticamente não teve chances. Mas a defesa tratou de afastar qualquer ameaça para garantir mais um scudetto.

Leia Também