Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

TRANSFERÊNCIA

Milan daria Ibrahimovic para ter Cristiano Ronaldo

Milan daria Ibrahimovic para ter Cristiano Ronaldo
13/04/2011 15:45 - globo esporte


A especulação da vez na Europa é uma possível transferência de Cristiano Ronaldo para o Milan. A cada dia surgem rumores que desenham a saída do atacante português do Real Madrid. Nesta quarta-feira, o jornal “Corriere dello Sport” anuncia que o clube milanês estaria disposto a incluir Ibrahimovic (e mais uma quantia em dinheiro) para alcançar seu objetivo de ver o craque luso com a camisa rossonera.

De acordo com o periódico italiano, o caminho estaria aberto para uma transferência de Cristiano Ronaldo caso o Real não conquiste nenhum dos dois títulos em disputa no momento (a Liga Espanhola e a Liga dos Campeões). Na Espanha, comenta-se que tais possíveis insucessos levariam o treinador José Mourinho a deixar o clube, medida esta que seria acompanhada pelo temperamental jogador português.

A matéria no diário italiano aproveita para lembrar a posição de Silvio Berlusconi, dono do Milan, dando plenos poderes ao vice-presidente Adriano Galliani para buscar a contratação de Cristiano Ronaldo.

Entretanto, a especulada intenção do Milan dependeria de um acerto com o Barcelona, que lhe cedeu Ibrahimovic. O clube catalão terá direito a receber 24 milhões de euros (cerca de R$ 55,5 milhões) caso os rossoneros comprem em definitivo o passe do artilheiro sueco, para que seja repassado em uma negociação com o Real Madrid. Resta saber se o Barça não se incomodará de ver Ibra vestindo a cor branca da equipe merengue, a maior rival..

Felpuda


Sindicalista defende o fim de mordomias e privilégios dos políticos e dos integrantes de outros Poderes, conforme divulgação feita por sua assessoria. Para ele, está na hora de se colocar um basta nessa situação, questionando, inclusive, o número de parlamentares e de assessores. Entretanto, não demonstra a mesma aversão por aqueles dirigentes de sindicatos que se perpetuam no poder e que comandam mais de uma entidade, assim como ele. Afinal, o exemplo deve vir de casa, né?