segunda, 16 de julho de 2018

Cinema

MGM pede concordata

4 NOV 2010Por Vera Halfen08h:30

Um dos maiores e mais famoso estúdio de Hollywood, a MGM (Metro-Goldwyn-Mayer), pediu concordata nesta quarta-feira, depois de tentar, durante anos, reduzir suas dívidas. O bilionário Carl Icahn, investidor do estúdio, disse que chegou a um acordo com a MGM e seus credores, antes de decretar a concordata - hoje denominada de recuperação judicial.

Icahn disse que a MGM vai adotar mudanças na governança corporativa e não vai adquirir o catálogo de filmes da Cypress. Ele também terá o direito de apontar um diretor para o conselho da MGM quando a empresa sair da concordata.

A MGM e diversas afiliadas pediram concordata em um tribunal de Manhattan, de acordo com documentos judiciais. O estúdio possui o maior catálogo de filmes do mundo, com 4.000 títulos. Os filmes programados para rodar, por enquanto, foram suspensos.

Leia Também