segunda, 16 de julho de 2018

Meta do País para 2016 é ficar entre os 10 primeiros

21 SET 2010Por 08h:20

Brasília

O Comitê Olímpico Brasileiro (COB) definiu como meta para os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, em 2016, o Brasil ficar entre os dez primeiros do mundo no total de medalhas.
O anúncio foi feito ontem, pelo presidente da entidade, Carlos Arthur Nuzman, ao presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva, durante cerimônia realizada no Palácio do Planalto, em Brasília (DF).
Para atingir a meta, o planejamento do COB e das Confederações Brasileiras Olímpicas visará a ampliação para cerca de 13 modalidades com conquistas de medalhas, superando a média histórica de oito que o País vem alcançando. “A conquista do Rio 2016 impõe a todos um desafio ainda maior e por isso o COB está direcionando o trabalho diretamente no aprimoramento das condições de preparação de atletas e equipes com chances reais de conquistar medalhas em 2016”, afirmou Nuzman.
Durante o evento, o presidente Lula recebeu o título de grande benemérito do COB e ganhou uma bandeja de prata das mãos dos atletas David Lourenço (boxe) e Flavia Gomes (judô), medalhistas nos Jogos da Juventude, realizados em Cingapura. Os 70 atletas que participaram da competição estiveram na cerimônia.
O superintendente de esportes, Marcus Freire, explicou que para Londres 2012 a meta é superar as 15 medalhas de Pequim.

Leia Também