Sábado, 16 de Dezembro de 2017

GOVERNO

Meta de reduzir dívida pública não será atingida

26 JAN 2014Por TERRA10h:30

A meta da presidente Dilma Rousseff de levar a dívida líquida do setor público para o patamar de 30% do Produto Interno Bruto (PIB, soma de todas as riquezas) até o fim do mandato não será cumprida, segundo publicou neste domingo o jornal O Estado de S.Paulo. De acordo com a publicação, cálculos feitos pelo Tesouro Nacional apontam que não fosse a deterioração fiscal causada pelo próprio governo, que fechou 2012 e 2013 com manobras contábeis, a meta seria cumprida. 

Segundo o jornal, uma estimativa do Tesouro realizada em julho de 2012 apontava que a dívida pública terminaria este ano em 31,5% do PIB, num cenário então considerado como conservador. A previsão foi feita no momento em que a meta fiscal começou a cair. De acordo com o Estado, até meados de 2012, as metas fiscais tinham sido cumpridas, o que ajudava a reduzir o peso da dívida. No primeiro ano de Dilma como presidente, o Ministro da Fazenda chegou a ampliar a meta fiscal em R$ 10 bilhões, o que levou ao cumprimento do superávit primário, mas a situação começou a mudar a partir de julho de 2012.

Leia Também