Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

GOVERNO

Meta de reduzir dívida pública não será atingida

Meta de reduzir dívida pública não será atingida
26/01/2014 10:30 - TERRA


A meta da presidente Dilma Rousseff de levar a dívida líquida do setor público para o patamar de 30% do Produto Interno Bruto (PIB, soma de todas as riquezas) até o fim do mandato não será cumprida, segundo publicou neste domingo o jornal O Estado de S.Paulo. De acordo com a publicação, cálculos feitos pelo Tesouro Nacional apontam que não fosse a deterioração fiscal causada pelo próprio governo, que fechou 2012 e 2013 com manobras contábeis, a meta seria cumprida. 

Segundo o jornal, uma estimativa do Tesouro realizada em julho de 2012 apontava que a dívida pública terminaria este ano em 31,5% do PIB, num cenário então considerado como conservador. A previsão foi feita no momento em que a meta fiscal começou a cair. De acordo com o Estado, até meados de 2012, as metas fiscais tinham sido cumpridas, o que ajudava a reduzir o peso da dívida. No primeiro ano de Dilma como presidente, o Ministro da Fazenda chegou a ampliar a meta fiscal em R$ 10 bilhões, o que levou ao cumprimento do superávit primário, mas a situação começou a mudar a partir de julho de 2012.

Felpuda


Sindicalista defende o fim de mordomias e privilégios dos políticos e dos integrantes de outros Poderes, conforme divulgação feita por sua assessoria. Para ele, está na hora de se colocar um basta nessa situação, questionando, inclusive, o número de parlamentares e de assessores. Entretanto, não demonstra a mesma aversão por aqueles dirigentes de sindicatos que se perpetuam no poder e que comandam mais de uma entidade, assim como ele. Afinal, o exemplo deve vir de casa, né?