Campo Grande - MS, segunda, 20 de agosto de 2018

super clássico

Messi faz dois no Real Madrid e deixa Barcelona perto da final

27 ABR 2011Por uol16h:45

Foram 75 minutos com tensão, poucas jogadas de qualidade e três expulsões. Barcelona e Real Madrid faziam um jogo abaixo do esperado para uma semifinal da Liga dos Campeões envolvendo dois dos maiores clubes do mundo e arquirrivais na Espanha. Mas Messi salvou o espetáculo. O melhor jogador do mundo fez os dois gols da vitória por 2 a 0 dos catalães em pleno Santiago Bernabéu e construiu importante vantagem.

Quando Afellay cruzou a bola aos 30min da etapa final, Messi era o único jogador do Barcelona na área e estava cercado por quatro marcadores. O argentino arrancou na hora certa e fez um gol típico de centroavante: desviou a bola com um toque discreto, mas suficiente para superar Casillas.

Não satisfeito, Messi anotou o segundo bem a seu estilo. Disparou pelo meio, driblou dois marcadores e entrou com a bola dominada na área. Aí ele só teve o trabalho de tocar com o pé direito e tirar a bola de Casillas.

O resultado faz com que o Barcelona possa perder por até um gol de diferença para se classificar à final da Liga dos Campeões. O duelo de volta será na próxima terça-feira, no Camp Nou. Além disso, o triunfo empata a série de quatro confrontos decisivos que os rivais protagonizam no intervalo de 18 dias: eles empataram por 1 a 1 pelo Espanhol, o Real venceu a final da Copa do Rei por 1 a 0 e agora o Barça fica em boa vantagem na semifinal.

Essa sequência de jogos torna cada clássico mais equilibrado. As estratégias parecem ficar previsíveis para os rivais. O Real achou uma maneira de dificultar para o meio-campo do Barcelona e suas infiltrações. O Barcelona não dá espaços para Cristiano Ronaldo e marca duro. A diferença é que o time catalão tem Messi.

A tensão que marcou toda a partida acabou tendo papel decisivo. Pepe foi expulso aos 15min do segundo tempo e deixou o Real com um a menos. A diferença numérica fez o Barcelona se empolgar. E fez Messi resolver. O argentino, eleito o melhor do mundo nos últimos dois anos, brilhou na parte final do jogo e assumiu o papel de protagonista.

Tamanha rivalidade fez o clássico desta quarta-feira começar dias antes de a bola rolar. José Mourinho provocou Guardiola ao falar sobre a arbitragem do jogo, aumentando, inclusive, a pressão sobre o juiz. O técnico do Barcelona retrucou e disse que só duelaria em campo. Nos bastidores também houve polêmica.

Segundo o diário AS, o Barcelona insistiu com os organizadores para que o sistema de áudio do Santiago Bernabéu utilizasse também o catalão, considerado o idioma oficial do clube azul-grená. Autoridades de Madri, contudo, recomendaram vetar o catalão para não gerar tensão no estádio da capital espanhola.

Leia Também