Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, segunda, 22 de outubro de 2018

Mesa de centro

7 MAI 2010Por 06h:54
Daniela Pessoa, Bolsa de Mulher

Elas não saíram de moda e estão constantemente em transformação. As mesas de centro, composição perfeita para a decoração da sua sala de estar ou homecine, ficaram cada vez mais charmosas e repletas de estilo combinando com o ambiente que você deseja preparar. E se enganam as pessoas que acham que mesa de centro é negócio para quem possui espaço dentro de casa. Os arquitetos afirmam que a proporção e o aproveitamento de espaço são o grande macete no momento de decorar uma sala.

E sempre quando fizer a composição da decoração de um lugar é importantíssimo que você saiba que os menores detalhes têm que ser vistos para que o local onde você esta pensando em decorar fique com o aspecto que você deseja. Dessa forma é muito importante que você sempre preste atenção nas cortinas, tapetes e enfeites que você estiver colocando para que dê um toque especial.

Uma coisa que também ajuda a dar outra aparência para o local é uma boa mesa de centro que pode estar vindo nos designes mais diferentes, isso por conta da grande modernidade e também atualidade que os modelos vêm tendo com o passar do tempo; dessa forma dando a você uma grande e vasta quantidade de opções.

Sem medo: se você tem um espaço menor, vai, por exemplo, trabalhar a sua decoração com um sofá menor e uma mesa de centro menos notável. Ou então, fazer acontecer com uma mesa maior, sabendo que seu espaço para objetos de sentar ficou bem mais reduzido.
Não hesite em ousar nesta dica, porque em se tratando de tamanho, não há tendência mais ou menos indicada. O tamanho e o comprimento da mesa ficam mesmo ao gosto do freguês. Mas se você quiser uma dica um pouco mais matemática, saiba que é preciso deixar pelo menos uns 60 centímetros entre o pé da mesa e seu sofá. (Quase) o mesmo vale para a altura. Como destacam os arquitetos, as novas coleções trazem mesas mais baixas, quase rentes ao chão, mas isso não quer dizer que sejam obrigatórias em todo ambiente fashion.
Para quem busca funcionalidade em uma sala de estar, por exemplo, as mesas um pouco mais altas podem ser mais indicadas, por servirem para que o dono da casa possa desenvolver outras atividades nela também.

Materiais, tapetes,
arranjos
Há materiais que também estão mais em alta. O preto e o branco, ao estilo laca, são muito interessantes. Principalmente os que têm algum tipo de brilho. Segundo os arquitetos, o vidro e o metal não caíram, mas se renderam à novidade. Isso porque não fica difícil encontrar mesas de vidro pretas e brancas (brancas mesmo, pessoal, não transparente!).

As de vidro transparente são mais indicadas para quem quer dar uma sensação de espaço no ambiente. Aliás, quando o assunto é espaço, há outra dúvida que precisa ser esclarecida: o tamanho do tapete que pode ficar embaixo da mesa.

A mesa de centro tem que ser menor que o tapete, e nunca mesmo pode ser do mesmo tamanho que ele. No mais, as diversas opções dependem do que o cliente pretende. O tapete pode ficar entre o sofá e a mesa, assim como pode passar uns 20 centímetros abaixo dele.
E se pintar uma dúvida também sobre o que colocar em cima da mesa, a regra é simples. Aposte no equilíbrio do tamanho dos objetos. Arranjos mais altos devem vir seguidos de outros que contraponham o primeiro. E lembre-se de que quanto mais alta a mesa, menos você vai poder abusar do que fica em cima.
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também