Campo Grande - MS, segunda, 20 de agosto de 2018

crescimento

Mercado de segurança eletrônica pode atingir R$ 2 bi

23 MAI 2011Por INFOMONEY19h:00

Neste ano, o mercado brasileiro de segurança eletrônica possivelmente atingirá cerca de US$ 2 bilhões, segundo dados da Abese (Associação Brasileira das Empresas de Sistemas Eletrônicos).

De acordo com a associação, o segmento se encontra em um momento interessante, sendo estimulado sobretudo pelas novas tecnologias, que incluem controle remoto de alarmes e câmeras a partir de smartphones ou tablets. A perspectiva é de que setor mantenha trajetória de crescimento em 2011.

Perspectivas
O diretor da Abese, Oswaldo Oggiam, acredita que com a aproximação de eventos de importância mundial, como a Copa do Mundo e a Olimpíada, o setor de segurança eletrônica sofrerá forte expansão. Segundo o diretor, atualmente o crescimento do setor já acompanha a expansão da tecnologia da informação, observada tanto em segurança doméstica e corporativa, quanto na esfera pública.

Circuitos integrados de TV respondem por 40% do mercado e essa participação poderá ser ainda maior com a criação das chamadas cidades digitais que fazem parte dos planos para os eventos.

Hotéis, prédios públicos e ruas também serão importantes alvos da segurança eletrônica. Só em São Paulo, que atualmente possui cerca de 1 milhão de câmeras, a expectativa é duplicar o volume em três anos.

Parte do movimento deverá elevar o ritmo médio de crescimento anual da indústria para 18% a partir de 2012. Ainda, sistemas para detecção de metais e explosivos e sistemas avançados de identificação biométrica também deverão apresentar crescimento.

Nesse contexto, Oggiam ressalta os recursos, cada vez mais evoluídos, das câmeras, que conseguem até mesmo servir como sensores de presença e executar tarefas que antes eram feitas apenas por humanos.

Feira de tecnologia
Serão expostas diversas inovações em termos de tecnologia de segurança eletrônica na feira conhecida como Exposec, que ocorrerá em São Paulo entre os dias 24 e 26.

O evento contará com 35 mil empresas que, além dos sistemas direcionados a segurança pública, também apresentarão sistemas destinados ao segmento residencial e de pequenos negócios, interessados em inovação.
 

Leia Também