Sexta, 15 de Dezembro de 2017

estadual

Menos de 500 torcedores vão ao estádio

18 FEV 2014Por Gabriel Neris08h:15

Sem jogos atrativos e atletas que despertem a atenção dos torcedores sul-mato-grossenses, o Campeonato Estadual teve significante queda no número do público pagante no primeiro turno deste ano, em comparação com as mesmas rodadas da edição anterior.

De acordo com os borderôs divulgados pela Federação de Futebol (FFMS), a média de torcedores nas sete primeiras rodadas deste ano foi de 438,9 pagantes. Ou seja, cerca de 100 torcedores deixaram de acompanhar os jogos nos estádios. A média do primeiro turno do ano passado foi de 537,6 pessoas por partida.

“O problema de falta de torcida no estádio não é apenas aqui, mas existem meios de mudar isso. Faltam incentivos, sorteios de prêmios e promoções para incentivar o torcedor”, aponta o técnico do Cene, Paulo Muller.

O Furacão Amarelo teve o jogo com pior público do primeiro turno. Contra o Maracaju, o time da Capital levou 44 pagantes ao Morenão. “Além disso, sofremos a disputa contra os times grandes, já que nos faltam jogadores de renome”, completa Muller.
A ausência de jogadores experientes ou que tenham passado por clubes grandes também é questionada por quem frequenta as arquibancadas. “Os clubes do Estado precisam de jogadores de renome. É isso que leva público aos estádios”, acredita o produtor de eventos  Alcir Batista, 33 anos.

O melhor público do Estadual deste ano foi o clássico douradense entre Ubiratan e Sete pela primeira rodada. A partida levou 1.311 torcedores ao Douradão. Porém, o jogo com a melhor renda foi entre Novoperário e Comercial. Foram 1.039 pagantes, gerando renda de R$ 15.990.

Por outro lado, o Costa Rica é o time que teve menos torcedores em seus jogos. Nas três partidas em que atuou como mandante, em média,  apenas 215,6 pessoas foram ao estádio. A Federação de Futebol acredita que a queda possa estar ligada às exigências da Polícia Militar e Ministério Público. “Não se  pode mais entrar no estádio com tereré e cerveja, também tem o rebaixamento do Corumbaense, que ano passado teve boa média de público”, avalia o vice-presidente Marco Tavares. O excesso de jogadores desconhecidos aos olhos do torcedor também pode ter contribuído, acredita Tavares. “Faltam jogadores de nome”, completa.

Cene x Costa Rica
O Cene abre a nona rodada do Campeonato Estadual hoje, às 16h, contra o Costa Rica no estádio Morenão, em partida que vale a liderança do grupo A.

Ambos somam 13 pontos, mas o time do interior leva vantagem no número de vitórias: 4 a 3. Apesar do compromisso pela Copa Verde, quinta-feira, o técnico Paulo Muller garante que vai escalar força máxima para hoje.

Leia Também