Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

MATO GROSSO DO SUL

Menos de 2% não justificaram o voto

Menos de 2% não justificaram o voto
01/04/2011 16:00 - COM INFORMAÇÕES TRE/MS


Menos de 2% dos 23.670 eleitores de Mato Grosso do Sul que não votaram e nem justificaram a ausência nas três últimas eleições regularizaram a situação junto a Justiça Eleitoral. Segundo informações do Tribunal Regional Eleitoral do Estado (TRE/MS), em Campo Grande o número corresponde a aproximadamente 10,5%.

Para justificar a falta do voto, o eleitor deve comparecer a qualquer cartório eleitoral do País, até o dia 14 de abril, com um documento oficial que comprove sua identidade, o título eleitoral e os comprovantes de eventuais votações, de justificativas, de pagamento ou de dispensa e recolhimento de multa. Caso o eleitor não busque a regularização no prazo determinado, o título poderá ser cancelado.

Serão contadas como duas eleições para efeito de cancelamento o primeiro e o segundo turno de uma mesma eleição. Aquele que tiver o título cancelado fica impedido de obter passaporte ou carteira de identidade, além de dificultar a investidura ou nomeação em concurso público e na obtenção da certidão de quitação eleitoral ou qualquer documento perante repartições diplomáticas a que estiver subordinado.

Felpuda


Político experiente tem repetido que não é o momento de falar em eleições. O momento é de tensão, de incertezas políticas e econômicas – como se o País fosse uma ilha de preocupações cercada pelo coronavírus por todos os lados. Em Mato Grosso do Sul, onde já se registrou morte pela doença e o número de casos só tende a subir, não poderia ser diferente. “É suicídio político para quem ousar falar em eleição neste momento”, conclui. Só!