Terça, 20 de Fevereiro de 2018

violência

Menor indígena internado após beber cachaça

17 NOV 2010Por Fábio Dorta, Dourados03h:10

Um menino indígena de apenas dez anos de idade está internado, em estado grave, no Hospital Porta da Esperança, na Missão Evangélica Caiuá, em Dourados. A internação aconteceu na noite de domingo, depois de o garoto ter sido obrigado pelo pai a ingerir grande quantidade de cachaça. O caso está sendo investigado pela Polícia Civil. De acordo com a ocorrência registrada no 1º Distrito Policial, o índio guarani Gerson de Oliveira Arévalo, 31 anos, obrigou o filho a tomar cachaça com ele, até que a criança ficasse totalmente embriagada. Para que o menino acatasse suas ordens ele ameaçava agredi-lo mostrando um pedaço de cipó.

A polícia tomou conhecimento do caso porque a mãe do menino, revoltada com o fato, acionou o Conselho Tutelar, que fez a denúncia na delegacia do 1º DP na tarde de anteontem. A polícia foi até a Reserva Indígena na tentativa de localizar Gerson Arévalo, mas até o final da tarde de ontem estava foragido. Quando encontrou o filho embriagado no domingo, a mãe, que não teve o nome revelado, levou a criança ao hospital e, na segunda-feira, revoltada com o estado de saúde do filho, resolveu levar o fato ao conhecimento do Conselho Tutelar, que, além de acionar a polícia, está acompanhando o caso. A mãe disse que o menor ficou em coma alcoólico e, segundo ela, os médicos disseram que, se não tivesse recebido atendimento, poderia ter morrido. Gerson Arévalo deverá responder a inquérito policial por causa da violência contra o filho.

Leia Também