Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

GOIÂNIA

Menino morre após ser sugado em piscina de condomínio

4 JAN 14 - 14h:30FOLHA PRESS

Um menino de sete anos morreu na madrugada de hoje após ter sido sugado pelo ralo da piscina do condomínio em que estava hospedado em Caldas Novas (GO). O acidente aconteceu na última quarta-feira e a criança ficou três dias internado antes de morrer.

Kauã Davi de Jesus Santos estava de férias com a família em um imóvel alugado no condomínio Residencial Privé das Thermas 1, e havia ido com a avó até a piscina -que é para o uso comum a todos do condomínio-, quando ocorreu o acidente.

Segundo o delegado Alexandre Câmara, titular da delegacia da cidade, depoimentos colhidos até hoje apontam que a criança foi puxado por um ralo que suga água da piscina até uma cascata e, com isso, o menino ficou cerca de dez minutos submerso na piscina.

Pessoas que estavam no local, incluindo o pai e o irmão mais velho da criança, socorreram o menino e o levaram até um hospital da região. Kauã ficou três dias na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) do Hospital Santa Helena, onde morreu por volta das 5h de hoje.

De acordo com o boletim divulgado hoje pelo hospital, "após sucessivas tentativas de manobras de reanimação, o paciente foi a óbito por falência de múltiplos órgãos".

O delegado afirmou que já ouviu a síndica do condomínio, funcionários e pessoas que estavam na piscina no momento do acidente. Outras pessoas, porém, ainda deverão ser ouvidas. Segundo ele, é prematuro apontar responsabilidades, mas destacou que não havia seguranças ou salva-vidas no local.
 

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Internacional

Papa aceita renúncia de cardeal chileno acusado de envolvimento em escândalo sexual

Ezzati foi acusado de supostamente encobrir casos de abuso
Mandetta não garante recursos federais <br>para combater epidemia na Capital
AGENDA EM CAMPO GRANDE

Mandetta não garante recursos federais para combater epidemia na Capital

Tragédia

Chega a 417 número de mortes em Moçambique após ciclone

POLÍTICA

Maia diz que vai se empenhar em favor da reforma da Previdência

Presidente da Câmara sugere que deputados sejam ouvidos pelo Planalto

Mais Lidas