Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, quarta, 12 de dezembro de 2018

vários casos

Médicos investigam ligação de remédio para impotência a surdez

21 MAI 2011Por folha05h:00

O Viagra e outras drogas similares para impotência já foram ligados a centenas de casos de surdez súbita no mundo todo. Após uma série de reclamações de americanos com problemas auditivos, médicos começaram a alertar sobre possíveis danos provocados pelos remédios à audição dos usuários.

Especialistas dos hospitais Charing Cross, Stoke Mandeville e Royal Marsden, no Reino Unido, estavam tão preocupados com as reivindicações que exigiram uma investigação oficial em três continentes.

A informação foi publicada nesta quinta-feira no site do jornal britânico "The Telegraph".

Usuários na América, Ásia e Austrália foram questionados se sofreram perda auditiva logo após tomar as pílulas.

Quarenta e sete casos de suspeita de perda auditiva neurossensorial --uma rápida perda de audição em um ou ambos os ouvidos-- foram relacionadas ao Viagra e aos medicamentos Cialis e Levitra, sendo oito no Reino Unido.

No entanto, outras 223 notificações feitas nos EUA foram ignoradas devido à falta de detalhes.

Os pesquisadores não sabem explicar de que maneira o Viagra pode afetar a audição, mas desconfiam que as reações químicas que o remédio desencadeia pode provocar repercussões no ouvido interno.

A média de idade dos homens atingidos foi de 57 anos, embora dois dos envolvidos tinham apenas 37, segundo o estudo.

No entanto, a Agência Reguladora de Medicamentos e Produtos de Saúde, fiscalizadora de drogas do Reino Unido, disse que as queixas de perda auditiva vinculadas ao Viagra eram "extremamente raras".

Um porta-voz acrescentou que relatórios de uma reação adversa a um medicamento não provam que ele é o responsável.

A pesquisa foi publicada na revista "The Laryngoscope".

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também