Domingo, 25 de Fevereiro de 2018

investigação

Médico de Michael Jackson vai responder por homicídio culposo

12 JAN 2011Por ESTRELANDO R723h:45

Depois de seis dias de audiências preliminares, o juiz da Corte de Los Angeles Michael Pastor determinou que Conrad Murray será julgado por homicídio culposo (quando não há intenção de matar) no caso que vitimou Michael Jackson em junho de 2009, informou uma agência internacional. Pastor também suspendeu a licença médica de Murray.

Ao longo dos testemunhos, os advogados de defesa do médico tentaram alegar que Jackson teria aplicado em si a dosagem fatal de analgésico. Segundo o jornal Los Angeles Times, durante o depoimento realizado na segunda-feira, dia 10, Murray afirmou que se sentiu pressionado em aplicar o medicamento em Michael após este ter implorado por ele para que pudesse dormir. O cantor teria ameaçando não realizar os shows da turnê This Is It se não fosse obedecido.

Entretanto a promotoria descartou a possibilidade do artista ter se automedicado e contestou que, Jackson era mesmo viciado no medicamento, o médico não deveria fornecê-lo.

Conrad Murray voltará à Corte no dia 25 deste mês, quando será marcada uma data para o julgamento. Caso seja condenado, poderá passar quatro anos preso, além de perder sua licença médica definitivamente.

Leia Também