Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

MORTA PELO MARIDO

Médica recusou proteção um dia antes do crime

Médica recusou proteção um dia antes do crime
13/01/2014 13:15 - MICHELLE ROSSI E TARYNE ZOTTINO


Um dia antes de ser assassinada pelo marido, o pecuarista José Mário Ferreira, 58 anos, a médica Maria José de Pauli, 60, registrou um boletim de ocorrência de injúria contra ele, na Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (Deam).

Maria José queria a separação, depois de ter descoberto traições de José Mário. Ele não aceitava se separar e a xingava constantemente. Na ocasião, a mulher recusou a medida protetiva oferecida pela Polícia Civil para retirar o marido de casa, pois tentaria novamente resolver a situação.

Em casa, no Bairro Monte Líbano, ela colocou as roupas do marido dentro de uma mala, que foi encontrada no local pela perícia. Por volta das 21h do último sábado (11), o pecuarista matou a esposa utilizando uma barra de ferro, ligou para a filha dizendo o que havia feito, e cometeu suicídio. Os corpos foram encontrados pelo genro e pela filha. Eles teriam arrombado o portão para conseguir entrar. 

Felpuda


Partido está aos poucos montando a que vem sendo chamada de “chapa do quartel”, pois os pré-candidatos são oriundos da caserna. Há quem diga que os dirigentes da legenda ainda estão querendo pegar carona no “fenômeno Bolsonaro”, esquecendo-se que o presidente, embora vindo da área militar, está na política há 30 anos e o seu programa de governo agradou 57,7 milhões de eleitores. Dizem que tchurminha será obrigada a adicionar mais ingredientes no currículo, senão...