Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

DENATRAN:

Média diária de vendas de carros cai em fevereiro

Média diária de vendas de carros cai em fevereiro
03/03/2014 11:15 - r7


As vendas de automóveis e comerciais leves somaram, até a última quinta-feira (25), 231 mil unidades, uma queda de 11,5% em relação a igual período de janeiro (261 mil), mas 12% melhor que fevereiro de 2013 (206 mil). Fevereiro do ano passado, contudo, teve 16 dias úteis (entre os dias 1º e 27), enquanto neste mês são 19 dias úteis, mesmo número de janeiro.

A média diária de vendas no mês passado está em 12.159 unidades, 11,5% a menos que em janeiro (13.737) e 5,5% menor que fevereiro passado (12.878), segundo dados preliminares do mercado com base em números de licenciamentos no Departamento Nacional de Trânsito (Denatran).

Com caminhões e ônibus, as vendas somam 243,4 mil unidades, 10,3% menos que em janeiro e 11,9% mais que um ano atrás. As fabricantes estão reduzindo a produção e aproveitam o feriado de carnaval para ampliar o período de folgas aos funcionários.

Férias coletivas

A Volkswagen dará dez dias de férias coletivas para 5,2 mil funcionários da fábrica de São Bernardo do Campo, no ABC paulista, juntando com o carnaval. A empresa afirma que "serão realizados ajustes técnicos na fábrica".

A fabricante de caminhões e ônibus Scania ampliou em dois dias (sexta-feira e quarta-feira) o feriado de carnaval para todos os funcionários da linha de produção em São Bernardo do Campo. Durante este mês, haverá mais três "paradas técnicas" de um dia cada. A empresa alega necessidade de "ajuste de demanda".

Mesmo em ritmo mais lento, este deve ser o segundo melhor fevereiro em vendas da história, atrás de 2011, quando foram vendidos 274,1 mil veículos. Os números oficiais de vendas serão divulgados na próxima semana pela Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave).

Já os dados de produção e exportações, no dia 11 pela Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea). As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Felpuda


Sindicalista defende o fim de mordomias e privilégios dos políticos e dos integrantes de outros Poderes, conforme divulgação feita por sua assessoria. Para ele, está na hora de se colocar um basta nessa situação, questionando, inclusive, o número de parlamentares e de assessores. Entretanto, não demonstra a mesma aversão por aqueles dirigentes de sindicatos que se perpetuam no poder e que comandam mais de uma entidade, assim como ele. Afinal, o exemplo deve vir de casa, né?