quarta, 18 de julho de 2018

INCENTIVO

Medalhistas olímpicos serão embaixadores das Olimpíadas Escolares em Goiânia

1 DEZ 2010Por ARLINDO FLORENTINO15h:15

Grandes nomes do esporte brasileiro, medalhistas olímpicos, pan-americanos e campeões mundiais, participam das Olimpíadas Escolares Goiânia 2010, etapa de 15 a 17 anos, a partir da próxima sexta-feira. O Comitê Olímpico Brasileiro (COB) convocou 11 atletas e ex-atletas para serem Embaixadores do evento. A função dos embaixadores é passar a experiência adquirida em vários anos de atividade no esporte internacional aos futuros atletas do Brasil, em uma série de atividades como palestras, demonstrações, cerimônias de premiação, atividades culturais, entre outras.

Os embaixadores das Olimpíadas Escolares Goiânia 2010 são: Maurren Maggi (atletismo), Vanderlei Cordeiro (atletismo), Diogo Silva (taekwondo), Daniele Hypólito (ginástica artística), Ligia Silvia (tênis de mesa), Nicole Muller (ginástica rítmica), Adriana Behar (vôlei de praia), Nalbert Bitencourt (vôlei), Lenisio Teixeira (futsal), Bruno Souza (handebol) e João Derly (judô). "A presença dos Embaixadores das Olimpíadas Escolares é muito importante para o atleta em formação. O contato com ídolos do esporte brasileiro estimula o jovem a se desenvolver ainda mais e demonstra que o esporte pode ser uma excelente ferramenta de transformação social", explica Edgar Hubner, gerente de Iniciação, Fomento e Eventos do COB e diretor geral das Olimpíadas Escolares.

Esta é a primeira vez que medalhista olímpica de vôlei de praia Adriana Behar (prata em Sydney-2000 e Atenas-2004) atua como Embaixadora das Olimpíadas Escolares. Behar está empolgada, principalmente após ter sido Chefe de Missão da delegação brasileira nos Jogos Olímpicos da Juventude Cingapura 2010, em agosto. “É uma honra poder ser embaixadora das Olimpíadas Escolares. Espero poder passar a importância do esporte na minha vida, tudo que aprendi com ele e o quanto é importante ter determinação, disciplina e respeito para vencer no esporte e na vida”, explicou Behar. “O esporte na escola é o inicio e a base de todo sonho esportivo. Fazer parte de eventos como as Olimpíadas Escolares e os Jogos Olímpicos da Juventude aproxima o mundo olímpico para esses novos talentos. Esse movimento se fortalece ainda mais nas Olimpíadas Escolares, que unem o esporte a educação em uma parceria prefeita”, completou Behar.

O medalhista de bronze na maratona dos Jogos Olímpicos de Atenas 2004, Vanderlei Cordeiro acredita que as Olimpíadas Escolares podem transformar a vida de um jovem. “Esta competição permite que o atleta tenha uma visão diferente do esporte e almeje conquistar grandes sonhos. Sem dúvida nenhuma, as Olimpíadas Escolares despertam o interesse pelo esporte e pela carreira profissional”, disse Vanderlei. “Acredito que a minha presença seja uma boa referência. Acho que sou um bom exemplo de quem conquistou tudo através do esporte e dos valores que aprendi. Espero que muitas dessas crianças sigam a carreira de atleta profissional e conquistem muitas medalhas para o Brasil”, completou o medalhista olímpico.

Leia Também