Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Assine a Newsletter

Mecânico morre em colisão com caminhão

26 JUL 10 - 07h:59
Silvia Tada

O mecânico Celso Cegatto, de 45 anos, morreu em acidente na noite de sábado, na MS-156, na zona rural de Amambai, a 340 quilômetros de Campo Grande. Ele conduzia um veículo Santana, com placas de Amambai, que colidiu frontalmente com uma carreta Iveco, com placas de Palmeira (PR), carregada de soja e dirigida por Casemiro Voinarovicz, de 58 anos.
Conforme informações do boletim de ocorrência, por volta das 19h45min, na altura do Km 2 da rodovia estadual, os dois veículos colidiram. O carro de Celso ficou destruído e o Corpo de Bombeiros teve de retirar o corpo das ferragens. O caminhão, que tracionava dois reboques carregados com soja, também apresentava perdas materiais. O caso foi registrado como acidente de trânsito provocado pela própria vítima.
Informações preliminares apuradas pela Polícia Civil apontam que os dois veículos envolvidos seguiam pela MS-156, no sentido Amambai-Tacuru. O condutor da carreta teria relatado aos policiais que percebeu quando foi ultrapassado, em alta velocidade, pelo Santana de Celso, que andou mais alguns metros, fez o retorno e voltou na contramão, dirigindo-se para bater no meio da carreta. O caminhoneiro ainda tentou desviar, mas o carro bateu no canto do veículo, matando o mecânico na hora.
Parentes teriam relatado que, antes de sair de casa, o trabalhador tinha brigado com a família.
Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

CLÁUDIO HUMBERTO

“Lógico que o Moro vai ser contra”

Confira o seu astral para esta sexta-feira
OSCAR QUIROGA

Confira o seu astral para esta sexta-feira

CORREIO DO ESTADO

Confira o editorial desta sexta-feira: "Segurança e coerência"

ARTIGO

Antônio Carlos Siufi Hindo: "A fronteira é forrada por homens de bem, não por bandidos"

Promotor de Justiça aposentado

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião