Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

MEC orienta universidades em greve a fazer matrícula do Sisu via internet

MEC orienta universidades em greve a fazer matrícula do Sisu via internet
04/07/2012 19:00 - agência brasil


O Ministério da Educação (MEC) está orientando as universidades com problemas na matrícula do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) por causa da greve dos servidores a fazer o procedimento via internet. O ministro da Educação, Aloizio Mercadante, disse na última segunda-feira (3) que, até o momento, não há necessidade de se prorrogar o prazo de matrículas, que termina dia 9 (segunda-feira).

Na semana passada, o comando de greve dos técnicos administrativos das universidades e institutos federais, em greve há quase um mês, decidiu orientar os funcionários a suspender as matrículas do Sisu. De acordo com o MEC, entretanto, os problemas foram pontuais e não houve interrupção do processo de inscrição no sistema seletivo.

O Sisu unifica a oferta de vagas em universidades públicas, permitindo que sejam disputadas pelos estudantes a partir da nota obtida no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Nesta edição, 642 mil candidatos participaram da disputa de cerca de 30 mil vagas.

Oferecer a matrícula via internet para os estudantes aprovados foi a solução encontrada pela Universidade Federal do Ceará (UFC). Os candidatos devem acessar o site da instituição para ter acesso à ferramenta de matrícula online. A iniciativa permitiu dar andamento às matrículas do Sisu na instituição, suspensas na semana passada por servidores em greve.

Felpuda


Vereador de Campo Grande fez pronunciamento com forte teor preconceituoso que obviamente não agradou, principalmente as mulheres. A repercussão negativa foi grande e ele teve de ler cobras e lagartos em seu perfil nas redes sociais. Assim, correu para publicar nota de esclarecimento tentando colocar panos quentes e se comprometendo a, já na próxima sessão, solicitar a retirada de sua fala dos chamados “anais da Casa”. Também, pudera!