Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

MEC nega reabrir negociações com grevistas

10 AGO 12 - 13h:00terra

O Ministério da Educação (MEC) enviou nesta quinta-feira uma circular aos reitores das universidades e institutos federais na qual reafirma que a negociação com os professores grevistas acabou e não há "qualquer possibilidade de reabertura". As informações são do próprio ministério.

Segundo o MEC, o Ministério do Planejamento vai enviar ao Congresso no final de agosto - na Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) - a proposta de carreira aos professores das instituições de ensino superior federais. O governo ofereceu reajustes de 25 a 40%, que privilegia os portadores de maior titulação e com dedicação exclusiva, e afirma que os custos podem chegar a R$ 4,2 bilhões aos cofres públicos.

O acordo foi assinado por apenas uma entidade sindical: a Federação de Sindicatos de Professores de Instituições Federais de Ensino Superior (Proifes). O MEC afirma que as negociações agora são focadas nos técnicos administrativos das universidades e dos institutos federais - através do Sindicato Nacional dos Servidores da Educação Básica e Profissional (Sinasefe) e Federação dos Sindicatos de Trabalhadores das Universidades Brasileiras (Fasubra).

Em outra circular, o governo ignorou a paralisação que ainda é mantida pela categoria e solicitou aos reitores o plano de reposição de aulas perdidas durante a greve. O ministério afirma que espera que as aulas sejam retomadas imediatamente.

Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Novo Mercedes-Benz CLA 250
CORREIO VEÍCULOS

Novo Mercedes-Benz CLA 250

Sem restrição de área, Uber adota PIN em bairros com grande número de crimes
CAMPO GRANDE

Sem restrição de área, Uber adota PIN em bairros com grande número de crimes

Chuva tem vento forte e granizo em Campo Grande
TEMPORAL

Chuva tem vento forte e granizo em Campo Grande

BRASIL

Brasil tem 10,7 milhões de pessoas com deficiência auditiva, diz estudo

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião