Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, segunda, 19 de novembro de 2018

MEC nega reabrir negociações com grevistas

10 AGO 2012Por terra13h:00

O Ministério da Educação (MEC) enviou nesta quinta-feira uma circular aos reitores das universidades e institutos federais na qual reafirma que a negociação com os professores grevistas acabou e não há "qualquer possibilidade de reabertura". As informações são do próprio ministério.

Segundo o MEC, o Ministério do Planejamento vai enviar ao Congresso no final de agosto - na Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) - a proposta de carreira aos professores das instituições de ensino superior federais. O governo ofereceu reajustes de 25 a 40%, que privilegia os portadores de maior titulação e com dedicação exclusiva, e afirma que os custos podem chegar a R$ 4,2 bilhões aos cofres públicos.

O acordo foi assinado por apenas uma entidade sindical: a Federação de Sindicatos de Professores de Instituições Federais de Ensino Superior (Proifes). O MEC afirma que as negociações agora são focadas nos técnicos administrativos das universidades e dos institutos federais - através do Sindicato Nacional dos Servidores da Educação Básica e Profissional (Sinasefe) e Federação dos Sindicatos de Trabalhadores das Universidades Brasileiras (Fasubra).

Em outra circular, o governo ignorou a paralisação que ainda é mantida pela categoria e solicitou aos reitores o plano de reposição de aulas perdidas durante a greve. O ministério afirma que espera que as aulas sejam retomadas imediatamente.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também