Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

MEC descarta aplicação de duas provas do Enem por ano

MEC descarta aplicação de duas provas do Enem por ano
08/02/2014 07:00 - jornal do brasil


O Ministério da Educação confirmou hoje (7) declaração do ministro José Henrique Paim de que não será criada uma segunda prova anual do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). O ministro fez a afirmação em entrevista fechada que concedeu a veículos impressos após tomar posse no cargo.

Em 2009, o então ministro da Educação, Fernando Haddad, anunciou a aplicação de duas provas do Enem em um mesmo ano. Em maio de 2011, uma portaria foi publicada no Diário Oficial da União definindo que, a partir de 2012, o exame teria duas edições por ano. As provas do primeiro semestre ocorreriam em abril e as do segundo, em novembro. Em fevereiro de 2012, no entanto, a portaria foi revogada.

O sucessor de Haddad no Ministério da Educação, Aloizio Mercadante, também descartou a realização dos dois exames enquanto esteve à frente da pasta.

Paim assumiu o cargo na última segunda-feira (3) e destacou no seu primeiro discurso o compromisso da pasta com a formação de professores e disse que continuará expandindo o Programa Universidade para Todos (ProUni) e o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies).

Felpuda


Outrora afinadíssimo com o presidente Jair Bolsonaro, parlamentar sul-mato-grossense começou a ser escanteado em consequência de uma das crises políticas de grande repercussão. A figura entrou em campo e botou falação sobre o que estava ocorrendo, e isso soou que só como crítica pesada ao governo, que, como não poderia deixar de ser, não gostou nadica de nada. Há quem diga que o dito-cujo é muito levado “pelo sangue”. Então, tá!...