Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, sexta, 16 de novembro de 2018

Mayra Aguiar para em americana, é finalizada e disputa bronze

2 AGO 2012Por terra09h:40

Principal favorita ao ouro olímpico em Londres na categoria meio-pesado (até 78 kg), a judoca Mayra Aguiar fracassou na tentativa de buscar a medalha dourada. A brasileira acabou finalizada pela americana Kayla Harrison e caiu para disputar apenas o bronze.

Campanha

Mayra Aguiar conquistou uma vaga na semifinal dos Jogos Olímpicos de Londres ao superar a polonesa Daria Pogorzelec por ippon, em virtude de uma imobilização. O resultado positivo garantiu a brasileira na disputa direta por medalhas na categoria meio-pesado.

Assim como no primeiro combate do dia, Mayra iniciou o confronto de maneira agressiva e impondo seu rápido ritmo de judô. Mais alta que rival, a brasileira encontrou a distância necessária para obter um wazari rapidamente, pontuação que a permitiu controlar o duelo até o final.

Antes do fim, Mayra Aguiar derrubou a adversária e chegou a olhar para a arbitragem para cobrar uma pontuação. Entretanto, encaixada na posição, a brasileira forçou a finalização e registrou o ippon, garantindo-se na disputa por uma medalha nos Jogos Olímpicos de Londres.

Favorita, Mayra Aguiar não enfrentou dificuldades na estreia no evento. Apresentando-se de maneira agressiva, a brasileira superou a tunisiana Hana Mareghni por dois wazari e avançou às quartas de final da competição na capital do Reino Unido.

Grande esperança do judô brasileiro antes do início da competição, Mayra procurou desde os primeiros segundos se comportar como uma favorita ao ouro. Extremamente agressiva, variando os tipos de entradas, a judoca brasileira rapidamente conseguiu forçar uma punição contra a tunisiana, que precisou soltar mais o jogo para evitar uma desvantagem no marcador.

Com a adversária obrigatoriamente mais exposta, Mayra encaixou um tai-otoshi e obteve um wazari. Próxima da vitória, a judoca brasileira ainda teve o trabalho facilitado no fim: a tunisiana recebeu outra punição por falta de combatividade e sacramentou o triunfo da atleta gaúcha por dois wazari de diferença.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também