Terça, 12 de Dezembro de 2017

Mau tempo impede resgate de passageiros de navio preso no gelo

31 DEZ 2013Por folhapress21h:00

O mau tempo frustrou o resgate aéreo das 74 pessoas a bordo do navio russo "Akademik Shokalskiy", que está preso no gelo desde a véspera de Natal. As condições meteorológicas impediram que um helicóptero pudesse chegar ao local e a tripulação terá que passar o Ano Novo na embarcação.

O navio, que realizava uma expedição científica na Antártida, está preso na calota de gelo polar a cerca de 2.700 km ao sul da cidade australiana de Hobart e perto da base francesa Dumont d'Urville, situada no sudeste da Antártida. Esta é a segunda tentativa de resgate aéreo que é abortada pelo mau tempo.

A Autoridade Australiana de Segurança Marítima, que coordena as operações, informou que não há planos imediatos para a remoção aérea das pessoas a bordo do navio russo, depois que o resgate fracassou ontem pela baixa visibilidade e pelas péssimas condições meteorológicas no continente gelado.

Segundo a emissora australiana ABC, o aparelho sairia do navio quebra-gelo "Xue Long", que chegou à região no domingo, mas não conseguiu superar a grossa camada de gelo. Um outro navio, o "Aurora Australis" chegou próximo ao local, mas teve que retornar para mar aberto por culpa do mau tempo.

A operação de resgate pretende retirar 52 passageiros, o que inclui uma equipe de pesquisa e jornalistas, do navio russo para o quebra-gelo chinês. Os 22 tripulantes ficarão a bordo a espera da chegada de um dos navios.

Enquanto isso, os passageiros e os tripulantes tentam se manter ocupados. O australiano Chris Turney, da Universidade de Nova Gales do Sul, disse à CNN que eles recebem informações regulares sobre o resgate e que, enquanto esperam, fazem ioga e têm aulas de espanhol. 

Leia Também