Domingo, 17 de Dezembro de 2017

NO BOLSO

Material escolar chega às livrarias e até 10% mais caros

9 JAN 2014Por DA REDAÇÃO00h:00

Os pais já começaram o ano correndo atrás de lista de material escolar e preparando o bolso para itens até 10% mais caros que o mesmo período de 2013. No caso dos livros, o reajuste chega a 20%. A movimentação nas livrarias teve início mais cedo por causa da antecipação da volta às aulas, em ano de Copa do Mundo no País, conforme reportagem na edição de hoje (09) do jornal Correio do Estado.

“Esse ano está acontecendo uma antecipação na busca por material escolar. As aulas vão começar mais cedo, então, os pais já estão comprando ou pesquisando”, afirma a gerente da papelaria Fradelli, Camile Colpani.

A variação no preço, explica a gerente, vem desde outubro, quando os novos produtos começaram a chegar dos distribuidores com os preços já reajustados para a volta às aulas 2014. Um lápis de cor aquarelado da Acrilex, por exemplo, custava R$ 10,50 em janeiro do ano passado e agora é vendido por R$ 11,50. 

Proibição

No entanto, a boa notícia para os pais nesta volta às aulas é a proibição de itens considerados de uso coletivo nas listas das escolas. Lei federal que entrou em vigor há cerca de um mês determina que esse tipo de material deve ser incluído no valor da anuidade escolar. “Diminui um pouco a lista, os gastos devem cair uns 10%”, avalia o pai Naldiley Capistrano, de 45 anos. A reportagem é de Paula Vitorino.

Leia Também