Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Massagista que tirou gol em cima da linha deve ser candidato a Deputado Estadual

16 JAN 14 - 11h:30futebolinterior

Um dos grandes destaques esportivos de 2013, o massagista Esquerdinha, que no final do jogo, invadiu o campo e tirou o gol do Tupi, contra o Aparecidense, nas oitavas de final da Série D, quer aproveitar os minutos de fama e pensa em lançar sua candidatura a deputado estadual no Estado de Goiás. Ele já teria até o slogan, "Se a corrupção entrar, o Esquerdinha aparece para tirar".

Ele até já teria se filiado ao partido Partido Republicano da Ordem Social (PROS), teria o apoio da população de Aparecida de Goiânia e o apoio do Deputado Federal Sandro Mabel (PMDB), seu maior incentivo para lançar a candidatura.

Mas, ele sabe que terá problemas na Aparecidense, já que o diretor de futebol do clube, João Rodrigues vê como absurdo a ideia dele se lançar a deputado. Para o dirigente, isso é uma piada e tentará tirar a ideia da cabeça do massagista.

De qualquer jeito, o massagista aguardará o fim do Campeonato Goiano para trabalhar apenas a sua campanha, já que neste momento está concentrado na disputa do campeonato estadual.

Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Tratamento para tuberculose é recorde, mas 3 milhões não têm acesso
SAÚDE

Tratamento para tuberculose é recorde, mas 3 milhões não têm acesso

Everton lamenta derrota para Fortaleza, mas pede foco para decisão contra o Flamengo
FUTEBOL

Everton lamenta derrota para Fortaleza, mas pede foco para decisão contra o Flamengo

No Japão, Bolsonaro terá encontro bilateral com presidente da Ucrânia
VIAGEM

No Japão, Bolsonaro terá encontro bilateral com presidente da Ucrânia

Número de mortos em desabamento de prédio em Fortaleza sobe para 9
TRAGÉDIA

Número de mortos em desabamento de prédio em Fortaleza sobe para 9

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião