Campo Grande - MS, terça, 14 de agosto de 2018

Fazenda

Massacre na Guatemala deixa ao menos 27 pessoas decapitadas

15 MAI 2011Por FRANCE PRESSE17h:53

Ao menos 27 pessoas foram assassinadas e decapitadas em uma fazenda localizada em Petén, no norte da Guatemala, em um suposto acerto de contas entre traficantes que operam na fronteira com o México, informou neste domingo o chefe da polícia local, Jaime Otzín.

Segundo Otzín, o crime ocorreu em uma fazenda de San Andrés, no departamento (Estado) de Petén, 500 km ao norte da capital.

"Temos duas hipóteses, mas é preciso avançar nas investigações para determinar o que ocorreu", declarou Otzín aos jornalistas.

Uma das hipóteses, diz o delegado, é de que o crime esteja relacionado com ações do tradicional cartel mexicano Los Zetas.

A outra é que o crime esteja vinculado ao assassinato do fazendeiro Haroldo Waldemar León Lara, irmão do ex-traficante guatemalteco Juan José León, que foi morto em 2008 aparentemente também pelo mesmo cartel mexicano.

Haroldo León Lara foi assassinado no sábado (14) quando viajava com US$ 31 mil em dinheiro, aparente destinados à folha de pagamento de sua fazenda.

A Guatemala tem um dos maiores índices de homicídios da América Latina, com 18 assassinatos por dia. A maioria dos crimes são atribuídos a grupos de traficantes e às temidas gangues, ou "maras".

Leia Também