ESPORTES

Massa dá vitória a Fernando Alonso

Massa dá vitória a Fernando Alonso
26/07/2010 07:54 -


Hockenheim, Alemanha

Passados oito anos da primeira polêmica, quando ordenou Rubens Barrichello a dar a vitória de graça para Michael Schumacher no Grande Prêmio da Áustria, a Ferrari voltou a manipular o resultado de uma corrida da Fórmula 1. Ontem, no GP da Alemanha, o time usou as entrelinhas de uma mensagem pelo rádio para mandar Felipe Massa deixar Fernando Alonso assumir a liderança. O brasileiro, que liderou a corrida desde a largada, tirou o pé e deu ao espanhol sua segunda vitória na temporada.
A manipulação colocou fim a uma bela disputa entre os dois pilotos desde a primeira volta da corrida. Alonso e Massa fizeram uma prova à parte e apenas Sebastian Vettel chegou próximo dos dois, em terceiro. Completaram a zona de pontuação, do quarto ao décimo lugar, Lewis Hamilton (McLaren), Jenson Button (McLaren), Mark Webber (Red Bull), Robert Kubica (Renault), Nico Rosberg (Mercedes), Michael Schumacher (Mercedes) e Vitaly Petrov (Renault).
Com o resultado na Alemanha, Hamilton chegou a 157 pontos na liderança do Mundial, contra 143 de Button. Webber e Vettel estão empatados em terceiro, com 136, e Alonso subiu para 123 - Massa é o oitavo, com 85.
Em relação aos demais brasileiros, Rubens Barrichello (Williams) foi o 12º colocado, Bruno Senna (Hispania) ficou em 19º e Lucas di Grassi (Virgin) abandonou.
smaple image

Fique por dentro

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo, direto no seu e-mail.

Quero Receber

Felpuda


Princípio de "rebelião" política no interior de MS, fomentada por grupo interessado em tomar o poder, não prosperou. Quem deveria assumir o "comando da refrega", descobriu que, além da matemática ser ciência exata, há "prova dos nove". Explica-se: é segunda suplente, pois não conseguiu votos necessários nas últimas eleições, mas assumiu o cargo porque a titular licenciou-se, assim como o primeiro suplente. Caso contrarie a cúpula, seria aplicada a tal prova e, assim, "noves fora, nada".