Sexta, 23 de Fevereiro de 2018

2012

Marisa já pensa na sucessão da prefeitura da Capital em 2012

1 NOV 2010Por JAKSON PEREIRA03h:46

 A senadora Marisa Serrano (PSDB) votou ontem na Associação Brasileira de Odontologia de Mato Grosso do Sul, pensando na sucessão municipal nas eleições 2012.

Segundo Marisa, que nesta eleição foi coordenadora nacional da agenda do candidato à Presidência da República José Serra, já está definido que o PSDB terá candidato próprio à sucessão de Nelson Trad Filho. "Já discutimos dentro do partido e o fato é que vamos disputar a eleição com candidato próprio. Aproveitamos esta campanha para trabalhar alianças com os outros partidos para tentar viabilizar e fortalecer nossa candidatura", destacou a senadora.

Marisa Serrano comentou ainda que está à disposição do partido para a disputa do comando da Capital. "Meu mandato de Senadora da República termina em 2014 e caso venha a ser candidata a prefeita, não terei nenhum problema. Estou sempre pronta aos desafios, mas também temos outros nomes dentro do partido em condições de saírem candidatos", destacou.

Ela também falou sobre a possibilidade de o deputado federal eleito, Reinaldo Azambuja, transferir seu reduto eleitoral de Maracaju para Campo Grande para ser uma das vias do partido na Capital. "Ainda não conversei com o Reinaldo sobre a possibilidade, mas é um nome forte e consolidado. Vamos discutir dentro do partido para escolher o melhor nome para representar o PSDB na eleição", disse Marisa.

Em outras eleições, como no Governo estadual e na última disputa da prefeitura da Capital, a tucana já disse que o PSDB teria candidato próprio, o que não aconteceu.

 Presidência
Marisa Serrano reafirmou ontem seu voto no candidato José Serra e ainda confiava em uma virada nas urnas nesta eleição. "No primeiro turno as urnas surpreenderam e derrubaram as pesquisas. Fizemos um trabalho em 78 municípios e encontramos muito apoio à eleição de José Serra", relatou antes de votar.

A senadora, que é vice-presidente nacional do PSDB, foi cotada a ser candidata a vice na chapa de Serra, entretanto foi preterida por Índio da Costa, do DEM, e acabou indicada como coordenadora nacional da agenda de José Serra.

Leia Também