Campo Grande - MS, segunda, 20 de agosto de 2018

QUEBRA DE DECORO

Marinor pede que Bolsonaro responda

14 MAI 2011Por ESTADÃO00h:00

A senadora Marinor Brito (PSOL-PA) solicitou ontem à Procuradoria do Senado Federal que encaminhe à Corregedoria da Câmara representação pedindo instauração de processo disciplinar contra o deputado federal Jair Bolsonaro (PP-RJ) por quebra de decoro parlamentar. A senadora diz ter sido desrespeitada e ofendida durante discussão com o deputado na manhã de anteontem. Os parlamentares discutiram após reunião da Comissão de Direitos Humanos do Senado que debateu o projeto que criminaliza a homofobia.

De acordo com a senadora, Bolsonaro teria dito em entrevista: "Ela é heterofóbica. Não pode ver um heterossexual na frente dela que alopra! Já que está difícil ter macho por aí, eu estou me apresentando como macho e ela aloprou. Não pode ver um heterossexual na frente. Ela deu azar duas vezes: uma que sou casado e outra que ela não me interessa. É muito ruim, não me interessa."

No seu pedido, a senadora ressalta que as afirmações feitas pelo parlamentar foram carregadas de misoginia. "Não se pode ter a conduta do representado como digna de um parlamentar", alega. Marinor ressalta ainda no texto que o deputado federal protagonizou "mais uma cena de homofobia".

Leia Também