ARBITRAGEM

Marin diz que pensa em mudanças drásticas

Marin diz que pensa em mudanças drásticas
21/08/2012 17:43 - TERRA


O presidente da CBF deixou transparecer que não está satisfeito apenas com a suspensão do auxiliar Leandro Almeida dos Santos, que não anulou um gol do Santos no clássico com o Corinthians do último domingo, apesar de ter havido três impedimentos na jogada. José Maria Marin pensa em alguma mudança mais drástica na comissão de arbitragem da entidade.

"Ainda não estou satisfeito. Vou analisar com frieza. Detesto tomar uma decisão com emoção sobre fatos recentes. Confesso a vocês que não estou satisfeito só com essa medida. Temos que dar um exemplo que não toleramos que a arbitragem não corresponda aos anseios não só dos dirigentes mas principalmente dos torcedores", afirmou.

Depois de vários despistes, Marin explicou que a medida que está pensando em tomar não é aumentar a punição para o auxiliar ou para qualquer outro árbitro que venha a falha, mas sim mudança de pessoal. O cargo do presidente da comissão de arbitragem Sérgio Correa está a perigo.

"Vamos estudar um pouco mais este problema. Talvez eu tome outras providências no setor de arbitragem. Arbitragem não tem preço, então talvez precisemos investir um pouco mais", contou Marin.

smaple image

Fique por dentro

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo, direto no seu e-mail.

Quero Receber

Felpuda


Princípio de "rebelião" política no interior de MS, fomentada por grupo interessado em tomar o poder, não prosperou. Quem deveria assumir o "comando da refrega", descobriu que, além da matemática ser ciência exata, há "prova dos nove". Explica-se: é segunda suplente, pois não conseguiu votos necessários nas últimas eleições, mas assumiu o cargo porque a titular licenciou-se, assim como o primeiro suplente. Caso contrarie a cúpula, seria aplicada a tal prova e, assim, "noves fora, nada".