Segunda, 19 de Fevereiro de 2018

FRIGORÍFICOS

Marfrig tem 3 mil vagas para preencher no Brasil

30 NOV 2010Por Edivaldo Bitencourt18h:11

O crescimento na demanda pela carne bovina no mundo causou um outro problema: falta de mão-de-obra. O Marfrig busca expandir a produção no Brasil, incluindo-se com o arrendamento de unidades em Mato Grosso do Sul, mas não consegue trabalhadores para preeencher os quadros.

“Já falta no Brasil, além de talentos, (trabalhadores para) chão de fábrica. Hoje temos vagas para 3 mil funcionários em nossas plantas no Brasil. Está carente de mão de obra”, declarou o presidente do Grupo Marfrig, Marcos Molina, durante evento promovido pelo Lide, uma entidade de empresários.

Ao mesmo tempo, a companhia que afirma ser a terceira maior do setor de carnes do mundo encontra dificuldades para preencher as vagas no País, seja pela falta de qualificação profissional seja pela concorrência de outras indústrias do setor, que também carecem de funcionários com experiência.

 “Estamos crescendo e já falta mão de obra nas unidades”, acrescentou Molina. Por segmento no País, o Marfrig é o segundo do setor de bovinos, atrás apenas do gigante JBS, e também se encontra na segunda posição do ranking em aves e suínos - após a aquisição da Seara -, perdendo apenas para a Brasil Foods.

O Marfrig, uma empresa que teve um crescimento vertiginoso nos últimos cinco anos, com mais de 40 aquisições, tem unidades produtivas em 22 países e exporta atualmente para 200 países.

Leia Também