Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

SÃO PAULO

Marco Aurélio Cunha assegura: 'Não vai cair'

Marco Aurélio Cunha assegura: 'Não vai cair'
10/08/2013 00:00 - band


Ex-dirigente do São Paulo, Marco Aurélio Cunha está confiante na recuperação da equipe na temporada. "Não vai cair", afirmou, no programa "Jogo Aberto", da Band. Ele também elogiou as 'novas caras' do clube. "Tenho certeza que com o Paulo Autuori vai melhorar. O Gustavo (Vieira, atual diretor de futebol)também, tem DNA de esportista, precisa ter espaço e autonomia", disse.

Marco Aurélio também falou sobre a polêmica entre o ex-técnico Ney Franco e o capitão Rogério Ceni. Segundo ele, era de total responsabilidade do clube controlar a situação e evitar esse tipo de atrito.

"As coisas não poderiam chegar aonde chegaram. Quando você chega nesse nível é porque não houve gestão interna. Tem que ver onde está o problema antes que aconteca", disse. 

Questionado sobre o responsável pela crise do Tricolor, Marco Aurélio despistou. "Não comento sobre quem saiu, é o resultado que tem que ser comentado. As derrotas e os atritos internos. Esse tipo de ambiente tem que inibir", afirmou.

Confiança em Ganso

Marco Aurélio também aposta que o meia Paulo Henrique Ganso irá reencontrar o bom futebol. Para isso, segundo MAC, é necessário que a equipe dê as condições para que ele desenvolva seu jogo. "Quando o time está vencendo, como em Portugal (contra o Benfica, na Eusébio Cup), ele jogou, fez gol e deu passe para outro gol. Quando está 1, 2 a 0 contra, e dois caras marcando ele, vai ser muito mais difícil", finalizou.

Felpuda


Sindicalista defende o fim de mordomias e privilégios dos políticos e dos integrantes de outros Poderes, conforme divulgação feita por sua assessoria. Para ele, está na hora de se colocar um basta nessa situação, questionando, inclusive, o número de parlamentares e de assessores. Entretanto, não demonstra a mesma aversão por aqueles dirigentes de sindicatos que se perpetuam no poder e que comandam mais de uma entidade, assim como ele. Afinal, o exemplo deve vir de casa, né?