Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Marcelo Tas diz que Rafinha é imaturo e não tem humildade

1 AGO 12 - 12h:30r7
O apresentador do CQC (Band) Marcelo Tas revelou à revista Quem desta semana que não achou injusto todas as críticas e problemas que Rafinha Bastos recebeu após o episódio com Wanessa Camargo. O líder do programa encheu o ex-colega de críticas.
 
Não acho injusto e também não acho que seja o caso de ele voltar para o CQC. Quem saiu foi ele. Ele não foi expulso, isso é mentira. Ele pisou no tomate e não teve a humildade de ouvir o outro lado e debater. Ele foi embora sem dizer adeus. Acho que é um processo de maturidade que ele ainda não atingiu.
 
Além disso, o jornalista falou sobre a homossexualidade da filha, Luiza, que foi revelada ao vivo durante o programa, quando ele resolveu criticar o preconceituoso deputado Jair Bolsonaro.
 
A situação ficou mais transparente para ela, para mim, para os amigos, para a família e para as pessoas que não sabiam e ficaram sabendo. Essa situação nova a princípio causa estranhamento, desconforto, insegurança. Mas, quando você aceita com coragem, sinceridade, ela fica muito melhor.
 
 Tas também se garante. Aos 52 anos, ele não liga para o fato de ser careca e disse que as mulheres o preferem assim.

 
— Os carecas têm um charme. E as meninas não estão olhando só se a pessoa tem cabelo. Se fosse assim, elas iam gostar do Doctor Rey. Chega uma hora e você decide: ‘Eu sou careca!’. E fica mais feliz.

Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

ARTIGO

Fausto Mato Grosso: "Nobel da Paz bem escolhido"

Professor aposentado da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul
OPINIÃO

Daniel Ferreira Martins: "Airbnb: uso do direito de propriedade, ou violação das regras condominais?

Advogado
Teste da Triumph Tiger 1200 XCa
CORREIO VEÍCULOS

Teste da Triumph Tiger 1200 XCa

Felpuda

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião