Domingo, 25 de Fevereiro de 2018

PESQUISA

Maratonistas que bebem muita água terminam prova por último

22 DEZ 2010Por FOLHA ONLINE22h:15

O crescente mercado das bebidas esportivas bombardeia corredores de maratona com informações que associam desidratação à queda do rendimento durante as provas.

No entanto, um estudo recente descobriu que os atletas que terminaram uma corrida em menos tempo também perderam maior proporção do seu peso corporal. Isso significa que eles não beberam mais do que o corpo realmente precisou, concluíram os pesquisadores.

A informação foi publicada no site do jornal britânico "The Telegraph" na terça-feira (21).

A pesquisa analisou 643 competidores que terminaram a maratona de Mont Saint Michel, na França, em 2009, que teve um percurso de 42 km.

Todos foram aconselhados a beber 250 ml de água ou isotônico a cada vinte minutos durante a prova.

Os pesquisadores levantaram que os corredores mais velozes, que finalizaram a prova em menos de três horas, perderam cerca de 3% do seu peso.

Aqueles que terminaram entre três e quatro horas perderam o equivalente a 2,5% do seu peso e os que acabaram em mais de quatro horas, perderam 2% do seu peso.

Apenas um em cada dez corredores ganhou peso e terminou entre os mais lentos.

Os resultados foram publicados no periódico "British Journal of Sports Medicin".

O coautor do estudo, Timothy David Noakes, professor do departamento de biologia humana, da Universidade da Cidade do Cabo (África do Sul), escreveu no artigo publicado no periódico: "Interessante, 9,5% dos corredores analisados ingeriram mais líquidos e aumentaram seu peso durante a corrida".

"Beber água ou isotônico em demasia não é benéfico durante o exercício."

Segundo o porta-voz da Associação Britânica de Bebidas, "bebidas esportivas são produzidas com a ajuda de ciência esportiva de última geração e existe uma grande variedade de isotônicos, cada uma direcionado para determinado esporte e sua necessidade".

Leia Também