Campo Grande - MS, terça, 21 de agosto de 2018

SELEÇÃO BRASILEIRA

Mano dá conselho para jovens como Neymar não imitarem Müller

22 MAI 2011Por R723h:10

A repercussão dos problemas financeiros enfrentados pelo tetracampeão Müller chegou à seleção brasileira. Ao ser perguntado qual conselho daria para jovens jogadores como Neymar e Lucas, o técnico Mano Menezes disse que os atletas precisam aprender a conviver melhor com o sucesso.

- Aprendi desde pequeno que dinheiro não aceita desaforo e que a equação é simples: não pode gastar mais do que ganhar, senão vai faltar. [Müller] não é o primeiro caso, e a gente tem trabalhado no futebol nos últimos anos para que não se repita. Em determinados momentos, quando você ganha um salário altíssimo, você tem a impressão de que ele nunca vai acabar, mas é muito mais fácil gastar do que ganhar.

Presente em três Copas do Mundo e tetracampeão em 1994, Müller revelou recentemente que gastou grande parte da fortuna que ganhou como jogador de futebol. Atualmente, ele vive de favor na casa de Pavão, ex-lateral-direito do São Paulo.

Na esteira da revelação de sua má condição financeira, ele foi contratado pelo canal a cabo Sportv para ser comentarista dos jogos da Série B. Ele já trabalhou na emissora, mas deixou o posto para tentar, sem sucesso, a carreira de técnico.

Pelo seu comportamento explosivo e muitas vezes indisciplinado, Neymar virou alvo de críticas de torcedores e rivais. No caso do santista, o pai do jogador, que tem o mesmo nome do filho, ajuda o garoto a administrar os recursos que ganha como atleta.

O futebol brasileiro tem outros casos de problemas financeiros após a fama, entre eles os de Garrincha, Jorge Mendonça, Régis Pitbull, Vitor e Índio.

De acordo com Mano, jovens como Neymar precisam prestar muita atenção a casos como o de Müller para não ficar em situação ruim na aposentadoria.

- Observando esses exemplos práticos, efetivos, os jogadores de hoje pode se espelhar para ter um futuro digno em função da grandiosidade do futebol.
 

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também