Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, terça, 20 de novembro de 2018

'não falem muito'

Mano dá conselho para 'esquecidos'

10 SET 2012Por terra00h:00

Conforme o futebol da Seleção não melhora, o técnico Mano Menezes recebe mais pedidos por convocações de jogadores ausentes nas últimas listas. Os nomes mais lembrados no momento são dos atacantes Luís Fabiano, Fred e Vágner Love, que disputam a artilharia do Campeonato Brasileiro, e Mano deu uma dica do que os interessados devem fazer para voltarem a serem convocados.

"Continuaria trabalhando muito, de maneira séria, e sem falar muito de preferência. Quanto mais falar é pior. Todos sabem que o nosso objetivo é o melhor possível. Se eles merecem, se a Seleção precisar deles, eles serão chamados", afirmou, abrindo as portas para a volta de jogadores mais experientes.

O técnico não falou especificamente o nome de nenhum atleta, mas o recado vale principalmente para Fred. Artilheiro do Campeonato Brasileiro com 11 gols, o atacante tricolor reclamou após a última convocação de não ser chamado e disse que, enquanto Mano for o treinador, ele não tem mais expectativa de ser lembrado.

Fred era um dos atacantes de confiança do técnico durante o primeiro ano de trabalho. Disputou a Copa América e foi convocado pela última vez para as partidas contra Costa Rica e México, em outubro. Um episódio específico, quando pediu dispensa contra a Argentina por lesão, poderia atrapalhar a sua volta. O pai do atacante disse posteriormente que Fred tinha forçado a dispensa.

Mano ainda disse que o único requisito básico para servir a Seleção além do futebol é o comprometimento. Segundo ele, a vida pessoal do jogador, com festas e polêmicas, não lhe interessa desde que não interfira no futebol. A declaração também pode ser um indicativo de que Ronaldinho, conhecido pela vida agitada fora de campo, ainda esteja nos planos.

"Ter grupo na mão é um dogma no futebol. Geralmente temos até sexta, perdemos e no dia seguinte não temos mais. Queremos comprometimento. Não quero dizer que não deve ir para a balada na hora certa, desde que não interfira no rendimento. Apenas quero que eles se sintam comprometidos", disse.

Depois da vitória por 1 a 0 diante da África do Sul, o Brasil enfrenta a China nesta segunda-feira, às 22h (de Brasília), no Estádio do Arruda, no Recife.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também